Cascavel – A longa espera pelo acelerador linear de partículas para radioterapia conformacional 3D já tem data marcada para acabar. Em até 45 dias o equipamento importado dos Estados Unidos deve ser entregue no Hospital Uopeccan, em Cascavel. O provedor da boa notícia é o presidente da Uopeccan, Ciro Kreuz, que celebra mais essa conquista. “O aparelho vai proporcionar um tratamento ainda mais sofisticado, em conjunto com outros equipamentos que temos um pouco mais antigos. Agora, nenhum paciente vai precisar viajar para qualquer lugar que seja para se tratar. Na Uopeccan ele terá esse aporte, que vai operacionalizar o nosso setor de radioterapia”, diz Kreuz.

O acelerador linear vai atender em torno de 120 pacientes por dia, de segunda a sexta-feira. A média de tratamento na radioterapia varia de cinco a oito semanas.

Intervenção de Kaefer põe fim à batalha

Mas a batalha para trazê-lo a Cascavel não foi nada simples. O processo está em trâmite no Ministério da Saúde há pelo menos um ano e meio, conforme Ciro Kreuz. Nesse período, o presidente da Uopeccan lembra alguns entraves relacionados à documentação e a valorização do dólar, que atrasou a importação do aparelho devido à falta de recursos.

O que já estava difícil se agravou e o fim dessa história só não foi trágico graças à intervenção do deputado federal Alfredo Kaefer (PP). Prestes a perder o prazo para a compra do acelerador linear, o deputado interveio no Ministério da Saúde e conseguiu a prorrogação para a execução do projeto em 180 dias por meio do Pronon (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica).

Graças a isso, o trâmite finalmente destravou e o aparelho foi efetivamente adquirido, ao custo de R$ 3 milhões.

O que muda

O acelerador linear é a mais alta tecnologia no tratamento de câncer quando se fala em radioterapia. O equipamento é capaz de informar para o sistema operacional a área do tumor que vai ser tratada e as que precisam ser protegidas da radiação. Esse será o segundo aparelho tridimensional em funcionamento no hospital.

De acordo com a médica radioterapeuta Vanessa Ishisato Mercante, uma das vantagens do acelerador linear de partículas para radioterapia conformacional 3D é a redução dos efeitos colaterais nos pacientes. Isso só é possível por conta da diminuição do tempo de exposição à radiação, que passa de 40 para apenas sete minutos.

Além disso, com o aparelho, as doses do tratamento chegam com ainda mais eficácia e precisão ao tumor: “A tecnologia do VMAT [Arcoterapia Volumétrica Modulada] proporciona que o paciente fique sempre na mesma posição, já que o equipamento gira 360 graus e vai disparando a radiação. A arcoterapia é considerada a última tecnologia que existe em radioterapia”, explica.