Cascavel – Começa a contagem regressiva para o início da primavera e até os dias estão quentes, mas ainda deve haver mais uma onda de frio no oeste do Estado, provavelmente nesta semana que se inicia.

A semana começa fervendo, com previsão de chegar a 36ºC na Capital do Oeste, justamente no feriado de Sete de Setembro, segundo o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná).

Mas a semana deve terminar gelada, com mínimas de 9ºC na sexta-feira (10), com pequena possibilidade de chuva fraca.

A circulação dos ventos favorece o transporte de umidade da região Amazônica para o Sul do País e uma área de baixa pressão atmosférica se aprofunda entre o Paraguai e o Norte da Argentina, condição que causa aumento da instabilidade atmosférica desde a fronteira do Paraguai até o leste do Paraná. Dessa forma, chuvas isoladas com descargas atmosféricas podem ser registradas na tarde e no início da noite de sábado (11).

Na região oeste do Estado, o fim de semana e o feriado prolongado serão de muito sol e calor. Em Toledo, as temperaturas ficam entre 23ºC e 38ºC na terça-feira (7). E, na próxima sexta-feira (10), o clima começa a mudar e a mínima prevista é de 11ºC.

Foz do Iguaçu deve registrar um domingo (5) parcialmente nublado com pancadas de chuva, mas o feriadão será quente e os termômetros batem na casa dos 37ºC, com temperatura mínima de 24ºC na terça-feira (7).

Em Laranjeiras do Sul, também pode chover neste domingo (5). A previsão é de que as temperaturas fiquem entre 16ºC e 30ºC e o dia mais quente será na terça-feira (7), quando os termômetros chegam a 35ºC.

A média histórica de temperatura para o mês de setembro é de 19ºC/20ºC e, mesmo com a chegada de uma frente fria ao Paraná, o tempo continua estável com predomínio de sol, bastante calor e umidade relativa do ar baixa.

 

Chuva

Apesar da previsão de chuvas isoladas neste domingo, com poucos acumulados, o Simepar prevê que apenas no outro domingo, dia 11, a chuva chegue à região. Nesse dia, a probabilidade de chuva chega a 85% em Toledo, 90% em Foz do Iguaçu, 95% em Guaraniaçu e 76% em Cascavel.

Segundo o meteorologista Samuel Braun, do Simepar, mesmo com a mudança de estação (dia 22 começa a primavera), pode voltar a fazer algum frio mesmo na Estação das Flores. “No geral, a tendência é de que a chuva continue abaixo da média histórica, já que, para recuperar toda a chuva perdida, é necessário que chova acima da média um período muito longo”, explica.

No ano passado, a média de chuva em setembro foi de apenas 20 milímetros e a esperança é de que, neste setembro, chova mais do que ano passado, já que a média histórica para o mês é de 120mm na região oeste.

 

La Niña 

O Paraná ainda sofre influências do fenômeno La Niña, que provoca chuva abaixo da média e repercute na distribuição de umidade em todo o planeta. Esse fenômeno acontece, em média, em um intervalo de dois a sete anos e traz mudanças tanto na temperatura quanto na quantidade de chuvas ao redor da terra.