Fiscais.jpgRIO – Fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) fecharam nesta quarta-feira, durante uma operação, cinco centros sociais. De acordo com eles, os estabelecimentos são da vereadora Vera Lins (PP), candidata à reeleição no Rio de Janeiro, e do marido dela, o deputado estadual Dionísio Lins. Os fiscais gravaram atendentes afirmando que os centros sociais pertencem a Vera e ao marido. Além disso, segundo a Fiscalização do tribunal, foram encontrados documentos que ligam os locais de atendimento aos dois políticos. A vereadora, no entanto, nega que os centros sociais sejam dela.

?Informo que os citados centro sociais não pertencem à vereadora Vera Lins nem ao seu esposo, deputado Dionisio Lins. Acho inclusive que ocorreu um mal entendido?, afirmou a assessoria da vereadora.

Não havia material de campanha nos centros sociais. Os estabelecimentos estão localizados em Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Irajá e Cordovil, na Zona Norte do Rio. A Fiscalização do TRE-RJ entende que os centros sociais devem ser fechados durante o período eleitoral e, por isso, lacraram as portas dos locais de atendimento.

Na operação, foram detidos ainda nove carros na Avenida Vicente de Carvalho, com adesivos da vereadora. Os fiscais flagraram um dos motoristas retirando o adesivo do carro. De acordo com eles, os veículos estavam parados fazendo propaganda irregular.