Transporte coletivo deve garantir presença de segundo tripulante

Foi aprovado na Câmara nesta segunda-feira (19) o Substitutivo 01 ao Projeto de Lei 02/2016, que restabelece a presença do agente de bordo no transporte coletivo em pelo menos 30% da frota do município.

Unimed

A proposição é de autoria dos vereadores Paulo Porto (PCdoB), Professor Paulino (PT), Rui Capelão (PMDB) e Celso Dal Molin (PR) e, de acordo com, os proponentes, representa uma conquista para a categoria e também para o usuário do transporte público que desde a implantação do sistema de 100% de bilhetagem, não conta mais com a figura dos cobradores dos ônibus.

Na justificativa do projeto, os autores explicam que caberá ao agente de bordo auxiliar os cadeirantes, portadores de necessidades especiais e idosos, prestar orientações e segurança ao usuário e ao motorista e, quando necessário, recarregar ou vender os cartões da bilhetagem eletrônica.

“As empresas não podem justificar que aumentarão o valor da tarifa em função deste projeto. Estes trabalhadores já estão na folha de pagamento e nas tabelas previstas na licitação, portanto não há justificativa nenhuma para preocupar as famílias cascavelenses”, assegura Celso Dal Molin.

Para o vereador Professor Paulino, “o usuário já enfrenta o problema de não poder pagar a tarifa em dinheiro, o que prejudica especialmente as pessoas que vêm de fora do município. Que tipo de metrópole é esta? Onde um turista ou uma pessoa em tratamento médico não pode usar o transporte coletivo?”.

Porto afirma que “além do lucro do patrão, aumentou-se a insegurança do usuário e a precariedade do trabalho do motorista que além de dirigir tem que auxiliar, geralmente parando o veículo, no embarque e desembarque de cadeirantes, deficientes, além de não ter mais um auxiliar nos horários de pico”. Tudo isso caracteriza a perda da qualidade do serviço, concluiu.

Na votação da proposição – acompanhada por representantes das empresas, sindicatos e trabalhadores – votaram favoravelmente os vereadores Paulo Porto, Jaime Vasatta, Professor Paulino, Jorge Bocasanta, Rui Capelão, Celso Dal Molin, Pedro Martendal, Jorge Menegatti, Aldonir Cabral, Robertinho Magalhães, Romulo Quintino, Ganso sem Limite, Marcos Rios, Nei Haveroth, João Paulo, Vanderlei do Conselho e Walmir Severgnini. Votaram contra os vereadores Fernando Winter, Luiz Frare e Claudio Gaiteiro.

brde2

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação