Poeira, pedras… Acelera, freia… Curvas, laços, aquela balaiada para deixar pilotos e navegadores alucinados (e alguns perdidos)… Estradas vicinais, trilhas de áreas de reflorestamento… Etapas altamente técnicas, muita velocidade… Competitividade, tensão, adrenalina, alegria! Foram cerca de 1.000 quilômetros percorridos (um roteiro 90% inédito), em quatro dias de provas, de 16 a 20 de fevereiro. O Transparaná 2021 certamente deixou saudades.

Com o apoio do governo do Estado do Paraná, o 27º Transparaná largou da cidade de Foz do Iguaçu, tendo como ponto de partida o Parque Nacional do Iguaçu – uma das Sete Maravilhas do Mundo. A chegada ocorreu no Palácio Iguaçu, sede do governo, em Curitiba.

O 27º Transparaná reuniu um grid formado por 108 veículos, divididos nas categorias Máster, Graduado, Turismo, Light e Adventure. Obedecendo aos protocolos de biossegurança de prevenção da covid-19, estiveram presentes representantes de 13 estados e 45 cidades.

Os primeiros quilômetros já foram bem “pegados”. O diretor de prova, Vander Hirt, o Fritão, abriu o certame com um belo de um balaio, com muitas pegadinhas. Os navegadores foram bastante exigidos, com uma pressão bem forte para não perder as direções corretas. Médias de velocidade justas, referências curtas e muita, mas muita poeira. Quem assistia do lado de fora via carros para todos os lados. Foi bonito de ver a habilidade dos competidores, que não economizaram nas manobras.

 

Classificação final do 27º Transparaná

Categoria Máster

Pos.   Piloto/Navegador Pontos

1º)     Leandro Moor/Gustavo Schmidt       185

2º)     Leandro Riffel/Michael Masson        163

3º)     Cristiano Rocha/Luiz Roberto Spessato      120

4º)     Eduardo Moser/Henry Ritter Kirst    107

5º)     Marcelo Gouveia/Igor Quirrembach  105

 

Categoria Graduados

1º)     José Andrade Júnior/Bernardo Schafer Andrade  170

2º0    Paulo Antonio Lacowicz/Ramon Paulo Lacowicz         126

3º)     Rui Cesar Schimtz/André Luiz Lenger        116

4º)     Marcos Evangelista/Rodrigo Silva    97

5º)     Benedito Lopes/Fernando Freneda    87

 

Categoria Turismo

1º)     Marcos Messias Cominesi/Lucas Messias Cominesi       148

2º)     Cezar Leobet/Eduardo Leobet 146

3º)     Rodrigo Lolezano Daraio/Renan Toguchi  136

4º)     Osmar Fleischmann/Vitor Fleischmann      136

5º)     Eder Reis/André Tondin         119

 

Categoria Light

1º)     Vinicius Gustman/Felipe Tavares      182

2º)     Marcelo Vassoler Sanches/João Batista de Souza Freitas         153

3º)     Denilson Bonfanti/Bruna de Oliveira         149

4º)     Marco Brigagão Carraresi/Leonardo Carraresi      147

5º)     Pedro Abram/Amauri Cabrini de Almeida  124