Tecnicamente, o Stock Corolla da temporada 2021 será idêntico ao do ano passado, utilizando motor V8 de 6,8 litros movido a gasolina, com a mesma potência de 460 cv e torque de 61,2 mkgf em utilização normal e até 550 cv e torque de 71,4 mkgf com o “push to pass” (botão de ultrapassagem acionado). Na carroceria, terá o mesmo spoiler dianteiro e aerofólio traseiro que permitirão dois pacotes de utilização dos componentes aerodinâmicos para maior equilíbrio na disputa com os pilotos de Chevrolet Cruze.

Outro ponto que equipara a disputa pelo título entre os pilotos das duas marcas de carros é o lastro do sucesso. No ano passado, os cinco primeiros colocados do campeonato, após cada etapa, com exceção da corrida do Milhão, foram obrigados a utilizar peso a mais nos seus carros na disputa seguinte. Nesta temporada, o novo regulamento mudou para os 6 primeiros colocados, com essa distribuição de peso no lastro: 30, 25, 20, 15, 10 e 5 kg.

Outra novidade do Campeonato Brasileiro da Stock 2021 é a realização de duas corridas seguidas em um inédito formato Nonstop. A primeira prova terá 25 minutos com um pit-stop obrigatório. Após a bandeira final, sem parar os carros no grid, os pilotos farão uma volta de realinhamento, com inversão de posição dos 10 primeiros colocados. A seguir, a direção de provas dará a largada para os 20 minutos da corrida 2, em uma sequência que promete promover o mais puro estilo sprint, com pilotos e carros em regime máximo de desempenho em todas as voltas.

A disputa pela pole position da corrida 1 terá mais valor no regulamento 2021 porque contará 2 pontos a mais no campeonato. Outra mudança importante é um descarte a mais de resultados do que no ano passado, que subiu para quatro, sendo que a última etapa não terá mais pontos dobrados.