Retomado pela Prefeitura de Cascavel durante do Show Pecuário do ano passado, o PIA (Programa de Inseminação Artificial de Cascavel) ganhou incremento substancial nesta quarta edição do evento, triplicando os investimentos para este ano – passando de R$ 36 mil em 2017, quando foram adquiridas e entregues 1,2 mil doses de sêmen bovino, para R$ 107 mil este ano, com a compra de 3,3 mil doses. As primeiras 1,9 mil doses de sêmen das raças Jersey e Holandesa e do nitrogênio líquido que é utilizado para resfriar e abastecer os botijões onde o projeto é armazenado foram entregues ontem, durante a reunião ordinária do Comder (Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural), neste terceiro dia de Show Pecuário 2018, no Parque de Exposições Celso Garcia Cid."Administrar é uma questão de decisão. E decidimos que o interior de Cascavel receberia investimentos dentre as prioridades, pois o produtor, cansado de esquecimento, sempre nos pediu apenas estradas. Mas penso que o interior precisa sim, de estradas, mas não só isso; ele precisa de investimentos também como este, que alavanque a economia e gere renda; estou bem com a minha consciência, pois estamos conseguindo avançar em vários setores na agricultura, fazendo a nossa parte para saldar a dívida que o poder público tem com o interior", reafirmou o prefeito Leonaldo.

Rebanho leiteiro

Hoje o Município tem um rebanho leiteiro de 20 mil cabeças, com uma produção de pelo menos 100 milhões de litros de leite ao ano; a média é de 18 litros de leite ao dia por animal, enquanto que uma vaca inseminada e com todo acompanhamento técnico pode produzir até 25 litros/dia.

Segundo o secretário de Agricultura, Agassiz Linhares Neto, a meta é ainda mais audaciosa, ou seja, dobrar a capacidade de produção no Município e melhorar ainda mais a qualidade do rebanho nos condomínios do PIA. "Para isso queremos entregar, já no próximo ano, embriões bovinos geneticamente qualificados como incentivo do governo municipal aos produtores que já invistam na manejo adequado, pois um animal de embrião pode dobrar a produção de leite; isso se o produtor seguir as demais técnicas, como manejo, suplementação, sanidade e alimentação", detalhou Agassiz.

Conservando Mais

O Programa Conservando Mais recebeu ontem os dois tratores que foram adquiridos para somar com os dois terraceadores (que chegam nesta sexta-feira) nos trabalhos de conservação do solo nas estradas rurais. De acordo com o secretário Agassiz serão pelo menos 700 quilômetros a serem executados de terraços base larga, com objetivo de manter a qualidade dos serviços que estão sendo executados nas estradas rurais. O investimento na aquisição foi de R$ 885.000, com recursos da Itaipu Binacional.