POLÍTICA

Sem sanção ou veto do governador, PLs dos 542 cargos volta para Alep

26 de maio de 2022 às 07:59
Publicidade

 

Curitiba – Caberá ao presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSD), promulgar os Projetos de Lei com a criação de 542 novos cargos comissionados para Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Ministério Público (MP-PR) e Tribunal de Justiça.

O governador Ratinho Junior (PSD) recebeu os projetos dia 9 de maio depois de aprovados na Assembleia, no dia 2 desse mês, contudo, não sancionou e nem vetou. E agora, os seis Projetos de Lei retornam à Alep para que o presidente Traiano realize a promulgação.

Ao todo são seis projetos que totalizam 542 cargos em comissão. Pela Alep, foram propostos 121 novos postos para comissionados, ao custo anual de R$ 31 milhões a partir de 2023. Ainda em 2022, o impacto estimado será de R$ 22,6 milhões. No MP-PR, a proposta pedia a criação de 261 cargos, ao custo anual de R$ 30.436.166,22 milhões a partir de 2023. Ainda em 2022, o impacto será de R$ 18.436.964,93 milhões. No TJ-PR, foram propostos 160 cargos.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE