Saúde e Unioeste lançam em Foz, protocolo de atendimento à vítimas de tentativa de suicídio

Documento será lançado neste sábado (05), a partir das 9h, no auditório da Unioeste

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) lançam neste sábado (05), o primeiro Protocolo de Atendimento a Vítimas de Ideação e Tentativa de Suicídio para o sistema público e privado de saúde. A solenidade acontecerá às 9h, no auditório da Unioeste, e contará com a presença do vice-prefeito e secretário municipal de saúde, Nilton Bobato.

O evento também contará com uma palestra ministrada pelo médico e pós-doutor em culturas infantis e juvenis, Dr. Hugo Monteiro Ferreira. Ele também é professor da Universidade Federal de Pernambuco e especialista em neuropsicologia.

Protocolo
O protocolo foi desenvolvido através de um convênio entre a SMSA e a Unioeste e foi construído conjuntamente com as equipes das Diretorias de Assistência Especializada, Atenção Básica, Urgência e Emergência, Vigilância Sanitária e Epidemiológica, Samu, Hospital Municipal Padre Germano Lauck, Assistência Social e a coordenação do curso de Enfermagem da Unioeste.

O objetivo do documento é aperfeiçoar o atendimento da rede à pacientes com intenção de suicídio e vítimas de autoextermínio. O protocolo estabelece o fluxograma que contribuirá para garantir os encaminhamentos adequados dos pacientes na rede pública. A política é fundamental para prevenção do suicídio.

Dados
De acordo com dados epidemiológicos do suicídio, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida por ano no mundo, sendo a segunda maior causa de mortes em jovens entre 15 a 29 anos. No Brasil, são onze mil óbitos por ano. Conforme pesquisas, cerca de 90% das vítimas possuíam algum tipo de transtorno mental.

Em Foz do Iguaçu, foram notificadas 166 tentativas de suicídios e quatro óbitos em 2019. O maior índice nos últimos dez anos aconteceu em 2012, quando ocorreram 16 mortes.

A rede pública de saúde atua de portas abertas para o atendimento da ideação e tentativa de suicídio nas UBS, Caps e nas UPAS. Atualmente, o atendimento no HM é feito via regulação do Samu.



Fale com a Redação

cinco × quatro =