COTIDIANO

Sanepar investe R$ 5 milhões para garantir abastecimento em Santa Tereza do Oeste

10 de junho de 2022 às 11:10
Sanepar integra sistemas de abastecimento de Santa Tereza do Oeste e Cascavel -
Publicidade

A Sanepar investiu R$ 5 milhões para garantir o abastecimento de Santa Tereza do Oeste pelos próximos 25 anos. O município passou a receber reforço de água tratada vinda de Cascavel, com a interligação dos sistemas feita recentemente pela Sanepar. Num trajeto de 15,6 quilômetros, às margens da BR-277, uma adutora de 225 milímetros de diâmetro transporta diariamente 900 mil litros de água para atender 50% da população de Santa Tereza.

A interligação foi a alternativa mais viável encontrada pela Companhia, diante da dificuldade de encontrar mananciais disponíveis para o abastecimento público. O sistema da cidade não tem capacidade hídrica para atender ao consumo da população e há dificuldades de captação no lençol freático e nos mananciais superficiais no município.

As diversas tentativas de perfuração de novos poços artesianos foram frustradas, pois os poços se mostraram improdutivos. A captação do Rio Gonçalves Dias foi desativada, e dois poços continuam em operação, assegurando 50% do abastecimento.

Bombeada por uma estação elevatória, a água sai do Centro de Reservação do Jardim Esmeralda, em Cascavel, até os reservatórios da cidade vizinha. A interligação dos sistemas só foi possível após a captação de água do Rio São José entrar em operação, em 2021. Com mais esse manancial de abastecimento, Cascavel teve um incremento de 25% na capacidade de produção de água, permitindo o compartilhamento da água tratada.

Novas captações em rios e mais poços já estão sendo projetados para aumentar a produção de água e dar suporte para atendimento às duas cidades no futuro.

“A Sanepar trabalha com um horizonte de 20 ou 30 anos para a projeção e planejamento dos sistemas. É com esse foco e prevendo atender à necessidade futura dos dois sistemas que temos buscado mananciais para acompanhar o crescimento e desenvolvimento das cidades”, destaca a gerente geral Sudoeste, Rita Camana.

AUTOMAÇÃO E NOVAS OBRAS – Santa Tereza do Oeste tem mais de 89 quilômetros de redes de distribuição, que levam água para 4,5 mil imóveis da cidade. O sistema de abastecimento está sendo automatizado com monitoramento da operação e da distribuição a partir do Centro de Controle Operacional (CCO) de Cascavel. Além disso, a Sanepar já instalou uma nova estação elevatória de água que deve entrar em operação em 2024, junto com um novo reservatório, melhorando ainda mais as condições do abastecimento, principalmente, para as regiões mais altas da cidade.

AEN

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE