H) Billboard Internas (320X50)

COTIDIANO

Quase 2 mil MEIs precisam colocar a situação em dia

23 de dezembro de 2017 às 06:25
Publicidade

Toledo – Os microempreendedores individuais de Toledo devem comparecer na Sala do Empreendedor a partir do dia 22 de janeiro. Nesta data, começa a entrega da Declaração do Simples Nacional (Dasn-Simei) de 2017. Dos 6.150 MEIs cadastrados hoje no Município, cerca de 1.800 precisam regularizar o funcionamento da empresa por intermédio da emissão do alvará.

A responsável pela coordenação da Sala do Empreendedor, Fernanda Moreira, informa que o processo da Dasn-Simei pode ser feito gratuitamente na Sala do Empreendedor. “A partir desta data a equipe da Sala retorna do período de férias, o que melhora a qualidade e a agilidade do atendimento, que será especial para atender esse público. Antes desse período, não receberemos as declarações”, frisou.

Ela explicou ainda que, para realizar o procedimento, é necessário trazer o faturamento relativo ao ano de 2017. “O ideal é que sejam separadas e relacionadas em uma tabela todas as receitas adquiridas com vendas e/ou prestação de serviços. Mesmo as empresas que não registraram faturamento devem obrigatoriamente fazer a declaração, pois a não realização do procedimento pode resultar em pendências no CNPJ, multa e na perda de benefícios previdenciários”, alertou a coordenadora.

A Declaração também pode ser efetuada em casa, por meio do Portal do Empreendedor, no endereço online: www.portaldoempreendedor.gov.br. No entanto, na Sala do Empreendedor, o empresário terá acesso a outros serviços e informações.

Auditoria do MEI

O Departamento de Receita detém as informações necessárias para apurar o faturamento do MEI para verificação do real enquadramento do mesmo. “É importante que o MEI cumpra rigorosamente a legislação federal, especialmente a Lei Complementar 123/2006 e Resoluções do Comitê Gestor do Simples Nacional – CGSN, bem como a legislação municipal. Caso contrário, poderá ser excluído do regime e do tratamento diferenciado, e como isso, sofrer uma tributação mais elevada”, alerta o diretor da pasta Jaldir Anholeto.

Alvará

Ele alerta para que o MEI que exerce a atividade sem alvará de licença busque a regularização na prefeitura. “A falta de regularização poderá acarretar multa e exclusão do Simples Nacional. A atenção também deve ser voltada ao prazo estipulado. A recomendação é que os microempreendedores compareçam a Sala do Empreendedor até o dia 20 de fevereiro, data do vencimento da primeira guia do Simples Nacional referente ao ano de 2018”, pontua.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

K) Rodapé Internas (728x90) Desktop