Principal corredor do Sudoeste, PR-280 será modernizada

Governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou que o governo está finalizando os estudos para a construção de 32 pontos de terceiras faixas ao longo da rodovia. É o primeiro passo, pois a estrada deverá entrar no pacote de concessões.

Principal corredor da região Sudoeste, a PR-280 será modernizada e terá sua capacidade de transporte ampliada. O Governo do Estado está finalizando os estudos que permitirão à rodovia ganhar terceiras faixas em 32 pontos ao longo de toda a sua extensão, considerados essenciais pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR). A intervenção vai concluir a primeira etapa do plano de recuperação da rodovia.

O anúncio foi feito pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta semana em Pato Branco, em entrevista à imprensa logo após o ato de instalação do Executivo Estadual no município.

“Os estudos de aumento de capacidade já começaram por parte do DER. Serão muitas terceiras faixas para ampliar a capacidade e também melhorar a segurança para quem usa a rodovia”, afirmou Ratinho Junior. Com 284 quilômetros de extensão, que vai de Realeza até Palmas, no Sul do Estado, a rodovia está bastante deteriorada, devido ao tráfego intenso de veículos pesados, e oferece risco usuários.

“Essas obras são o primeiro passo, que vamos fazendo paralelamente ao estudo que permitirá incluí-la no grande pacote de concessões que está sendo preparado em parceria com o Governo Federal”, disse o governador.

O prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi, explicou que a população de toda a região espera com ansiedade a melhoria da rodovia, principal artéria de escoamento da produção local. “É extremamente importante, um nó que o governador Ratinho Junior vai desatar da região Sudoeste inteira”, disse.

CONCESSÃO – De acordo com Ratinho Junior, o Governo do Estado já finalizou todas as tratativas com o Ministério da Infraestrutura para incluir a PR-280 dentro das novas concessões. A partir de 2021, com o fim dos contratos com as concessionárias em vigor atualmente, o Paraná passará de 2,5 mil quilômetros para 4,1 mil quilômetros de rodovias pedagiadas. A negociação permitirá, entre outras intervenções, a duplicação por completo do corredor.

“Serão pedágios com tarifas pelo menos 50% mais baratos que os atuais, com todo o processo de concessão ocorrendo com transparência, dentro da Bolsa de Valores de São Paulo”, ressaltou o governador.

PRAZO – O chefe da Casa Civil, Guto Silva, informou que a meta é licitar R$ 70 milhões em projetos executivos já prontos até o final do ano, incluindo as rodovias com maiores problemas, como a PR-280 (Sul/Sudoeste), PR-323 (Norte/Noroeste) e PR-092 (Curitiba/Campos Gerais).

“O Governo está mergulhado em buscar a solução. O governador já determinou a execução dos projetos para que possamos devolver a capacidade da PR-280, uma rodovia que está totalmente antiquada”, ressaltou Silva.

 



Fale com a Redação

quatro + dois =