Cascavel – O fim de semana prolongado foi de muito trabalho para os policiais rodoviários federais e de bastante imprudência por parte dos motoristas. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) divulgou nesta segunda-feira (27) os dados da Operação Natal, realizada entre os dias 23 e 26.

Durante os quatro dias, 42 motoristas foram flagrados dirigindo embriagados, sendo que quatro deles foram presos. Além disso, 114 condutores ou passageiros estavam sem o cinto de segurança e 30 crianças não utilizavam adequadamente um dos dispositivos de retenção, como a cadeirinha.

Quem é flagrado dirigindo bêbado e o teste der até 0,33 recebe uma multa de R$ 2.934,70 e tem suspensão de direito de dirigir por um ano. Acima dos 0,33, além da multa e perda CNH, ainda é preso.

Números

Os números de acidentes também chamam a atenção na área abrangência de Cascavel, totalizando 10 acidentes, 14 feridos e um óbito. O acidente mais grave ocorreu na BR-369, na tarde de domingo (26), em Ubiratã. Dois veículos bateram de frente e uma mulher de 48 anos morreu na hora e mais 4 pessoas ficaram gravemente feridas. O acidente aconteceu devido a uma ultrapassagem em local proibido.

Durante a operação em 2020, entre os dias 24 e 27 de dezembro, na qual existiam restrições impostas pela pandemia, os números foram menores: 4 acidentes foram atendidos, 4 pessoas ficaram feridas, nenhuma com gravidade. Além disso, o fluxo de veículos no ano de 2020 foi bem menor em razão das restrições.

Imprudência

De acordo com o Chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da PRF de Cascavel, Ricardo Salgueiro, nos quatro dias os policiais registraram um total de 122 ultrapassagens irregulares. “Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário”, salientou, complementando que as colisões frontais são responsáveis por 30% das mortes nas rodovias federais no Oeste do Paraná.

Segundo Salgueiro, foram fiscalizadas 1.115 pessoas e 898 veículos. 860 infrações foram registradas pelos policiais no perímetro de 500 quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF de Cascavel. No total, 10 veículos foram recolhidos por não oferecerem condições de segurança para circular e 7 pessoas foram presas por crimes de trânsito no período.

O policial explicou ainda que de acordo com dados estatísticos, a rodovia que mais teve acidentes foi a 277, totalizando 60% dos acidentes e metade deles entre os quilômetros 587 e 592, perímetro urbano da cidade. O Km 587 foi o mais violento com 2 ocorrências, sendo uma grave. A BR-369 registrou 30% dos acidentes, e a BR-163 apenas 1 acidente. Não houve registro na BR 467 durante o período.

Paraná teve 100 motoristas flagrados bêbados e 22 mortes

Cascavel – Em todo o Paraná a PRF flagrou 100 motoristas dirigindo bêbados; 14 foram presos. 371 condutores ou passageiros estavam sem o cinto de segurança, além de 75 ocasiões em que crianças não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção. No período foram 99 acidentes, 129 feridos e 12 mortos. Na operação do ano passado, durante o período de restrições impostas pela pandemia, entre os dias 24 e 27 de dezembro, 62 acidentes foram atendidos, 84 pessoas ficaram feridas e outras cinco perderam a vida.

Foram registradas 406 ultrapassagens irregulares durante o feriado, representando mais de quatro flagrantes por hora de operação. Oito pessoas perderam a vida nesse tipo de acidente durante o feriado, número que corresponde a mais de 66% do total de 12 mortos. Foram fiscalizadas 10.346 pessoas e 10.149 veículos. 2.847 infrações foram registradas pelos policiais, e 105 veículos foram recolhidos, por diferentes irregularidades.

Excesso de velocidade

A Polícia Rodoviária Estadual também divulgou os dados deste feriadão, registrando 4.045 multas por excesso de velocidade e mais 893 autos de infração de trânsito durante o feriado de Natal. Durante o feriadão foram 62 acidentes de trânsito, com 71 pessoas feridas e 22 mortes. Foram feitos também 413 testes de etilômetro e 10 motoristas foram presos por embriaguez ao volante e 14 que foram autuados pelo mesmo crime.

(Redação)