Cascavel – Os cinco presos durante a Operação Ostentação – 3 ex-cartorários, um piloto e mais uma pessoa envolvida no crime – foram liberados. A prisão temporária que era de três dias e terminou nesse domingo (4).

Segundo o delegado responsável pela Deccor (Divisão de Combate à Corrupção), Rogerson Salgado o caso continua sendo investigado. “Eles foram presos temporariamente e permaneceram na carceragem da Cadeia Pública de Cascavel. Vão responder por falsidade ideológica, associação criminosa e estelionato. As investigações continuam”, explicou.

Operação Ostentação

A operação foi deflagrada na última quinta-feira (1), em três municípios, Cascavel, Santa Tereza do Oeste e Lindoeste.

No total, a Polícia Civil cumpriu cinco mandados de prisão preventiva (quatro homens e uma mulher) e nove mandados de busca e apreensão, em nove endereços, incluindo residências e cartórios localizados nos três municípios.

As fraudes chegam a R$ 10 milhões.

Os suspeitos emitiam documentos para estelionatários como escrituras de terrenos, casas e apartamentos sem o conhecimento dos proprietários, além de fornecer certidões de óbitos para criminosos.

O nome da Operação foi escolhido pela Polícia Civil, devido ao estilo de vida luxuosa que os suspeitos levavam que não condiziam com os salários que recebiam. Os suspeitos moravam em residências em condomínios de luxo e possuíam carros avaliados em R$ 600 mil.