A Prefeitura de Foz do Iguaçu abriu o edital para o cadastro e credenciamento de entidades de proteção animal com sede no município, bem como protetores independentes, para a inclusão nos programas de castração (cirurgia eletiva), distribuição de rações e outros serviços relacionados ao tema que forem implantados no município.

O cadastro deve ser realizado junto à Diretoria de Bem-Estar Animal até o dia 27 de julho. Os interessados podem se inscrever no site da Prefeitura: https://bit.ly/3iQ1Svf, ou no escritório do Horto Municipal, Rua Carlos Kapfemberg, 611, das 8h às 14h. Para evitar aglomerações, é necessário agendar um horário pelo telefone (45) 99907-3450.

Cadastro de entidades

Para o atendimento presencial, é preciso ter em mãos os documentos de comprovação como entidade jurídica. São eles: estatuto social registrado; ata de eleição da atual diretoria; comprovante de CNPJ; cópia do CPF do representante legal e preencher o formulário no site https://bit.ly/2U9g8oS.

Cadastro para protetores independentes

No atendimento presencial para pessoas físicas são exigidas cópias da carteira de identidade, CPF e comprovante de endereço atualizado.

Só será permitida a participação em um certame de credenciamento. Caso haja inscrição da mesma pessoa no credenciamento de protetores independentes e de entidades, o interessado deverá optar por participar em apenas um deles. Feita a escolha, o segundo cadastro será invalidado.

As informações, dúvidas e esclarecimentos a respeito do credenciamento poderão ser encaminhadas diretamente à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na Diretoria de Bem-Estar Animal, bem como poderão ser enviadas pelo e-mail: [email protected]

“Queremos criar um sistema único de cadastro, com todos os protetores credenciados. O objetivo é manter um cadastro que dure por muitos anos, para realizar o acompanhamento de todos eles”, contou Amadeu Trevisan, diretor de Bem-Estar Animal.

Método de distribuição

Conforme disposto no edital, os protetores selecionados irão receber, de forma proporcional ao quantitativo de animais que tenham sob seus cuidados, até 50% do consumo mensal e enquanto durar o estoque da ração. O cálculo da quantia da ração será por estimativa de peso/kg dos animais.

Para a castração dos animais, os protetores deverão apenas aguardar o chamado para a realização do procedimento em clínicas credenciadas. A contratação da empresa que fará os procedimentos está na fase final.

Distribuição emergencial

A Diretoria de Bem-Estar Animal começou nesta terça-feira (13) a distribuir, de forma emergencial, rações para protetores previamente cadastrados. Serão destinadas uma tonelada de ração para gatos, com a divisão feita da seguinte forma: a cada 30 gatos, serão 10 kg de ração.

Segundo Trevisan, a licitação para a compra de ração para cachorros está na fase final de aprovação e deverá começar a ser distribuída nas próximas semanas.