COTIDIANO

PR é escolhido pela ONU para desenvolver projeto de combate ao tráfico de pessoas

15 de abril de 2022 às 09:30
Publicidade

A Agência da ONU para as Migrações convidou o Paraná para participar de um projeto piloto de capacitação de programas de combate ao tráfico de pessoas e trabalho escravo. “Fortalecendo as capacidades do Sistema de Justiça” será financiado pela OIM com a primeira etapa nos dias 16 e 17 de maio.

O primeiro dia será voltado ao treinamento baseado no fluxo de denúncia e encaminhamento da Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho para as redes de assistência social, Cras (Centro de Referência em Assistência Social), Creas (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) e conselhos tutelares.

O segundo dia será voltado para o treinamento de órgãos do Judiciário, Ministérios Públicos e das polícias. “O Paraná é referência mundial no combate dessas práticas cruéis e desumanizadoras. Somos o principal consultor do Ministério da Justiça nesse tema e fomos indicados para esse projeto da ONU dado ao reconhecimento do nosso trabalho”, disse o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Rogério Carboni.

 

DENÚNCIAS

A chefe do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Sejuf, Sílvia Xavier, disse que o Paraná é o único Estado com canais de denúncia específicos para o tráfico de pessoas. “Temos um canal de denúncias exemplar e elas podem ser feitas através de um aplicativo desenvolvido por uma empresa paranaense”, disse. Nesse aplicativo, é possível acionar a Sejuf, sempre que suspeitar de tráfico de pessoas e exploração sexual. Silvia também ressaltou que qualquer denúncia pode ser feita também no site da Sejuf (https://www.justica.pr.gov.br/denuncias-de-trafico-de-pessoas)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE