Os benefícios do chá de hibisco

Veja quais os benefícios dessa planta

Vários estudos comprovaram que os benefícios do hibisco podem ser comparados com o composto químico captopril, comumente usado para combater a hipertensão arterial. Em todos os indivíduos submetidos a exames de pressão diastólica e sistólica, o extrato de Hibiscus sabdariffa foi tão eficaz em longo prazo quanto o remédio. O resultado se deve à sua ação vasodilatadora e sua capacidade de inibir a absorção de íons cálcio. De acordo com estudos, três xícaras de chá de hibisco por dia seriam suficientes para reduzir consideravelmente a pressão.

Aqueles que sofrem de hipertensão podem se beneficiar das propriedades do hibisco, pois essas contém muitos polifenóis, que, além de eliminarem toxinas e substâncias nocivas, promovem a diurese e, ao mesmo tempo, tornam o sangue mais fluido.

Um estudo realizado pela Universidade Tufts em Medford buscou avaliar os efeitos das infusões de hibisco contra a hipertensão. Segundo a pesquisa, três xícaras de 240 ml por dia, em média, seriam suficientes para, em um período de seis semanas, diminuir consideravelmente a pressão e reduzir os riscos de AVC (Acidente Vascular Cerebral), de insuficiência cardíaca, de morte prematura e de doenças coronárias.

Estudo demonstrou que tanto os indivíduos que sofrem com alterações da pressão sistólica quanto da diastólica podem ser beneficiados com reduções significativas. Sem mencionar que as propriedades do hibisco não param por aí: ele também é antisséptico, diurético, digestivo, anti-inflamatório, rico em vitaminas e útil para o fígado.

O ideal é consumi-lo na forma de infusão ou chá de ervas, exceto na gravidez e durante a amamentação, períodos em que é melhor não ingerir a bebida em grandes quantidades sem a orientação de um médico, embora não se tenha conhecimento de efeitos colaterais.

E, afinal, como preparar o chá de hibisco? É muito simples: basta colocar uma colher da erva em uma xícara de água fervente, deixando-a em infusão por cerca de dez minutos.

Pessoas hipertensas e que fazem usos de medicamentos devem consultar um médico para evitar a famosa interação medicamentosa. Nunca se automedique. Qualquer remédio, mesmo que natural e caseiro, mesmo que um simples chá de ervas pode ser perigoso para a sua saúde. As informações aqui contidas não substituem a visita médica.

Fonte: Green me



Fale com a Redação

dezoito − 10 =