Cascavel – A nova sede do Cisop (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná) foi oficialmente inaugurada nesta sexta-feira (3), com solenidade e a presença de diversas autoridades. O prédio estava sendo construído desde 2014 e, depois de a obrar ser interrompida várias vezes, foi finalizada há alguns meses. Contudo, os pacientes serão atendidos no novo espaço apenas a partir do dia 3 de janeiro. Entre os dias 20 e 30 de dezembro os atendimentos serão paralisados para a transferência dos equipamentos e finalização da estrutura.

O prédio tem área de 4,6 mil metros quadrados e 126 salas de atendimento, no qual serão realizados atendimentos especializados para uma população de 550 mil pessoas de 25 municípios. Pelo consórcio, são realizadas de 15 mil a 18 mil consultas por mês, além de aproximadamente 100 mil exames. A expectativa é que atendimentos sejam ampliados na nova sede chegando a pelo menos 20 mil consultas.

O investimento para a construção do espaço soma recursos federais (R$ 4.620.240,79), estaduais (R$ 3.592.311,24) e do Cisop (R$ 1.816.508,52), totalizando R$ 10.029.060,55. Através da Secretaria estadual da Saúde, o Governo do Estado contribuiu, ainda, com R$ 2.227.278,29 para aquisição de equipamentos para o centro médico.

A estrutura conta ainda com atendimento materno-infantil, anfiteatro de 200 lugares, um centro de distribuição de medicamentos e consultórios equipados com tecnologia de ponta para realização de pequenos procedimentos ortopédicos e dermatológicos, além de cirurgias plásticas, intervenções odontológicas e o chamado ambulatório de feridos.

O governador Ratinho Júnior disse durante a inauguração que esta é a maior obra de saúde inaugurada desde o Hospital Universitário do Oeste do Paraná. “Esse era um projeto antigo, que estava adormecido. Graças aos prefeitos da região Oeste, o governo do Estado fez o encaminhamento necessário e o sonho se tornou realidade. Trata-se da maior obra de saúde da região Oeste depois da inauguração do Huop (Hospital Universitário do Oeste do Paraná)”, destacou o governador.

 

Terceiro turno

“Além de ser um prédio só, é um espaço adequado e bem organizado para poder atender a demanda existente”, afirmou o presidente do Cisop e prefeito de Iguatu, Vlademir Antonio Barella. “Estamos elaborando ainda um planejamento para abrir um terceiro turno no ano que vem, das 17h às 22h, para dar ainda mais fôlego”. Com isso, a instituição saltaria para até 30 mil consultas no mês.

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos destacou que a obra simboliza alguns importantes pilares. “Ela foi sonhada e desejada e representa a união das três instancias de governo: União, estado e municípios. Para ser justo com a história, é importante salientar os nomes dos presidentes anteriores do consórcio que lutaram muito para que essa obra saísse do papel”, disse.

 

A nova sede do Cisop, localizada na Avenida Brasil, Bairro Santa Cruz, iniciará atendimento efetivo no dia 3 de janeiro.

Novidades no funcionamento do Cisop

O Cisop vai licitar um sistema de integração com UPAs e UBS dos municípios para que os dados de um paciente sejam compartilhados nos atendimentos em diferentes locais. Assim, um mesmo exame pode ser utilizado por mais de um médico sem ter a necessidade de refazer o procedimento.

Vlademir Barella explicou que o Cisop está buscando a descentralização dos atendimentos em outras cidades. A instituição já possui núcleos de eletivas em Corbélia e Nova Aurora, e está criando novos centros em Guaraniaçu, Céu Azul, Quedas do Iguaçu e Capitão Leônidas Marques. Cada centro dará atendimento a algumas especialidades.

“Hoje temos cerca de 30 mil cirurgias eletivas no Oeste. Acreditamos que podemos resolver esse problema em breve. Temos médicos disponíveis para essas cirurgias – o que falta são salas. Por isso estamos descentralizando para poder aumentar a nossa capacidade”..