O projeto de extensão “Inserção do Método Famacha como auxílio no controle de verminose em ovinos de propriedades da região Oeste do Paraná”, coordenado pelo professor Me. Gabriel Daltoé de Almeida, tem como objetivo auxiliar os produtores na identificação desta problemática, no controle seletivo dos animais que realmente precisam de tratamento e assim, principalmente, contribuir para retardar o processo de “resistência” dos parasitas frente às moléculas químicas disponíveis no mercado.

Segundo o coordenador do projeto e professor do curso de Medicina Veterinária da Univel, Gabriel Daltoé de Almeida, a pesquisa desenvolvida pelos acadêmicos envolve práticas em campo e em laboratório. “Os alunos estão aplicando na prática o que nós conversamos em sala de aula. Estão trazendo informações colhidas no campo e analisando no laboratório de parasitologia. No decorrer deste projeto de extensão poderemos inferir num melhor manejo e orientar os produtores quanto a realidade sobre a verminose em ovinos em cada propriedade”, conta Gabriel.

Os projetos de extensão do Centro Universitário de Cascavel – Univel tem como objetivo a integração entre a prática universitária e a comunidade, auxiliando no desenvolvimento social, cultural e econômico. Dessa forma, os projetos promovem a extensão de conhecimento, em que coordenados pelos docentes, os acadêmicos realizam práticas que são fundamentais durante a graduação, para o desenvolvimento de futuros profissionais qualificados e com conhecimento prático em diversas áreas.

O projeto de extensão “Inserção do Método Famacha como auxílio no controle de verminose em ovinos de propriedades da região Oeste do Paraná”, além de auxiliar os produtores envolvidos, irá proporcionar aos acadêmicos de Medicina Veterinária da Univel o “despertar” para essa área do conhecimento e uma experiência incrível para com a prática dessa importante profissão, na saúde ambiental, animal e humana.

Para o acadêmico do 5º período de Medicina Veterinária Leonardo Dill Wendt, participar do projeto é importante para aplicar o conhecimento adquirido em sala de aula no campo e é uma forma de auxiliar produtores rurais. “Fazer parte desse projeto está sendo uma experiência muito importante para minha formação acadêmica em poder colocar em prática conhecimentos adquiridos no decorrer da graduação. Considero isso importante pois agrega muito no nosso currículo. Além de auxiliar os produtores rurais através da pesquisa para propor conhecimento, ferramentas e soluções”, conta o acadêmico.

Por: Núcleo de Comunicação