As políticas públicas para fomentar a geração de emprego e renda em Cascavel têm auxiliado empreendedores a iniciarem ou expandirem seus negócios e consequentemente fortalecerem a economia local. Prova disso foi o processo de licitação para ocupação dos casulos industriais que despertou interesse em 16 empresas e, desse total, 13 foram habilitadas. As propostas vencedoras foram conhecidas na semana passada.

“A licitação foi um sucesso e todos os casulos serão ocupados. Isso significa mais geração de emprego, renda e mais desenvolvimento para o nosso município e a consolidação da nossa produção”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Econômico, Hivonete Piccoli.

Em 2017, o Município detectou que os casulos estavam ocupados de maneira irregular e, por conta disso, solicitou a desocupação dos imóveis. Na sequência foi iniciado um processo de reforma que ficou pronto neste ano e agora os imóveis serão entregues para os empreendedores, por meio da concorrência estabelecida no edital.

Nos primeiros seis meses de atividade, o empreendedor fica isento do aluguel. Esse subsídio está previsto como política pública dentro do Programa de Geração de Emprego e Renda (ProGeta)

Após esse período de seis meses é necessário fazer os pagamentos que, neste caso, vai injetar mensalmente mais de R$ 14 mil aos cofres públicos.

(Secom)