O que era para ser apenas um exame de rotina em Curitiba, se tornou um dia que mudaria a vida de uma jovem de 23 anos. Com diagnóstico de gastrite, ela procurou uma clínica particular para a realização de uma tomografia, na última terça-feira (15). Enquanto os preparativos aconteciam, porém, ela teve uma surpresa pra lá de inesperada: as dores que estava sentindo eram contrações provocadas pela proximidade do nascimento do filho.

A técnica de enfermagem Cintia Ferreira contou que chegou a desconfiar de uma gravidez, mas só teve a certeza ao passar o scanner pela barriga da nova mamãe. “Eu cheguei a questionar se era gravidez e ela disse, de uma forma até normal, que não. Ao fazer o exame, porém, percebi o encaixe do bebê”, comentou.

Segundo a família, a jovem esteve poucos dias antes em um hospital e a solicitação para o exame de gastrite foi feita. Sem suspeitar de nada, ela foi com a mãe até a clínica e chegou a ficar com muito medo após a descoberta.

Cintia conta que a jovem tentou fugir após o comunicado. “Ela ficou desesperada e não queria contar para a mãe, chegou a pedir para sair pelos fundos, mas então a acalmamos e o aviso foi feito. Tanto a mãe, quanto o pai, ficaram bem abalados ao descobrirem a notícia também”, disse.

A descoberta da gravidez aconteceu por volta das 15h, enquanto o parto aconteceu 21h30 do mesmo dia. Joaquim, como foi nomeado, nasceu com 51 centímetros e quase quatro quilos, absolutamente saudável.

Nenhum sintoma
A agora avó, que optou por não se identificar, descreve que a família não tinha nenhuma suspeita. “Como ele nasceu cabeludo, chegaram a me perguntar se eu tinha levado uma escova de pentear, mas é claro que não, eu não sabia de nada. Nós temos exames que comprovam que minha filha estava tratando a gastrite, então nem sinal de gravidez ela tinha. De qualquer forma, meu neto vai ter tudo do bom e do melhor a partir de agora”, garantiu.

Fonte: Banda B.