Antes de partir para Medellin, na Colômbia, para participar de missão técnica, o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) participa hoje, às 8h30, da Escola de Governo com ações da Secretaria de Assistência Social – onde será anunciado o Programa para Aquisição de Alimentos Direto do Agricultor Familiar. O anteprojeto terá que passar pela Câmara de Vereadores e está entre as reivindicações do presidente da Comissão de Educação, Paulo Porto (PCdoB).

Após ficar um tempo afastado para uma candidatura que não vingou, Jorge Lange (PSD) receberá a chave da cidade. Enquanto Paranhos estiver no exterior, até 14 de outubro, Lange é quem dará as cartadas. Quem já foi vice, como Paranhos na primeira gestão de Edgar Bueno (PDT), sabe como é difícil não ter oportunidade de contribuir com as ações governamentais e ficar apenas na sombra do mandatário.

Lange já esteve na cadeira do chefe do Executivo no início do ano, quando autorizou obras importantes: processo urbanização do Lago Azul e ordem de serviço da Avenida Tito Muffato. Também assume a função após todo escândalo envolvendo a Ponte do EcoPark Morumbi – quando ele mesmo pediu afastamento do cargo, com Fernando Dillenburg, que também optou por deixar a Secretaria de Planejamento.

Agora, segundo Lange, segue em normalidade durante ausência de Paranhos. “Atuo no auxílio às secretarias e aos projetos, mostrando as metas do plano de governo, como conselheiro e ator coadjuvante. Não há mudanças na condução da prefeitura, apenas continuidade até a volta de Paranhos”.