Itália: mais corpos localizados sob escombros do terremoto

AMATRICE, Itália ? Equipes de resgate acreditam terem localizado mais corpos sob os escombros de Amatrice, cidade mais afetada pelo terremoto que devastou o centro da Itália na última quarta-feira, matando ao menos 290 pessoas. Segundo residentes, pelo menos dez moradores ainda estão desaparecidos e os serviços de emergência informaram que três mortos estão nas ruínas do Hotel Roma, que, como boa parte do centro histórico de Amatrice, desabou com o sismo.

Unimed

– Tenho certeza que há pelo menos mais uma pessoa (no hotel), pois ela é meu tio ? disse o vice-prefeito de Amatrice, Gianluca Carloni. – É absolutamente vital terminar o mais breve possível esta fase inicial (de buscas) para assegurar que não haja mais corpos sob os escombros.

O Departamento de Defesa Civil da Itália reduziu neste domingo o total oficial de vítimas dos 291 previamente contabilizados para 290, incluindo vários estrangeiros. Entre eles estão 11 romenos, mas o governo de Bucareste diz que 14 romenos, que vão trabalhar na Itália, ainda não foram localizados.

Ainda neste domingo, museus por toda a Itália decidiram doar o dinheiro dos ingressos vendidos hoje para ajudar nos esforços de reconstrução, enquanto todas partidas de futebol do Campeonato Italiano realizarão um minuto de silêncio em homenagem às vítimas. Já o Papa Francisco liderou orações pelos mortos na tradicional cerimônia do Angelus, realizada na Praça de São Pedro, no Vaticano, e informou que pretende visitar a região atingida para levar consolo aos sobreviventes.

– Caros irmãos e irmãs, espero ir visitá-los assim que possível ? disse.

As autoridades italianas, por sua vez, se comprometeram na reconstrução das comunidades devastadas pelo terremoto, destacando que aprenderão com os erros no processo de reconstrução que se seguiu ao sismo que atingiu a L’Aquila, próxima à região do terremoto deste ano, em 2009, onde boa parte do centro da cidade ainda está interditada.

– O governo não vai dizer a vocês o que deve ser feito, vocês é que decidirão o que precisa ser feito ? disse o primeiro-ministro Matteo Renzi a parentes das vítimas durante o funeral em massa de 35 delas realizado ontem.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação