O Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (IPEM-PR) vem intensificando a fiscalização da produção e comercialização de fios e cabos elétricos em todo Estado. Nesta semana, a equipe da Regional de Cascavel verificou estabelecimentos que comercializam esse material nas cidades de Cafelândia, Cascavel e Boa Vista da Aparecida.

Na ação em Cafelândia foi constatado indícios de irregularidades na resistência elétrica máxima permitida em 110 rolos de fios elétricos. Dezesseis amostras de lotes diferentes foram separadas para análise no Laboratório de Curitiba (LACUT). Houve interdição de outros 94 rolos de fios elétricos em um estabelecimento comercial.

Nas cidades de Cascavel e Boa Vista da Aparecida os agentes visitaram seis empresas que atuam no ramo de materiais de construção, e, com ajuda do micro-ohmímetro portátil, realizaram testes de resistência elétrica dos condutores elétricos. Nas duas cidades foram coletadas 13 amostras para envio ao Laboratório de Curitiba e apreendidos seis rolos com irregularidades que estavam à venda.

Todo material reprovado e enviado ao LACUT vai passar por ensaio em ambiente controlado, com equipamento rastreado ao padrão nacional, por meio de calibração em Laboratório Acreditado pelo Inmetro. Será verificada a medição da resistência elétrica que deve seguir regulamentos estabelecidos pelo órgão nacional.

Esse teste de resistência elétrica consiste na medida da oposição de um material ao fluxo de corrente elétrica. Quanto mais baixa for a resistência, mais facilmente o material permite a passagem de uma carga elétrica, sem a retenção de energia, que poderia provocar o aquecimento do material, levando a um incêndio, por exemplo.

O Instituto de Pesos e Medidas vem intensificando a fiscalização de fios e cabos elétricos em todo Estado. A equipe da Regional de Cascavel, sob o comando do gerente Francisco Irandyakist Bessa, realizou verificações nos estabelecimentos que comercializam esse material, nos meses de maio e junho, nas cidades de Cafelândia, Cascavel e Boa Vista da Aparecida. – Curitiba, 17/06/2021 – Foto: IPEM

FISCALIZAÇÃO – A fiscalização de fios e cabos elétricos, realizada pelo IPEM-PR, está baseada nas Portarias do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro): 640/2012, 589/2012, 260/2014 e 512/2016. O Instituto Paranaense, como órgão delegado do Inmetro, realiza todas as ações necessárias para o cumprimento dessas regulamentações, autuando, quando necessário, os responsáveis pelas irregularidades apresentadas durante as fiscalizações.

Segundo o presidente do IPEM-PR, Rogério Moletta Nascimento, o setor de fios e cabos elétricos é um foco de atenção porque vem apresentando algumas irregularidades.

“É preciso que o mercado varejista entenda a importância dessas ações do Instituto, que pretende maior justiça nas relações de consumo, visando proteger toda a sociedade, principalmente em relação à segurança do próprio comerciante e de sua família. Estamos buscando a conscientização do setor”, disse o presidente.

Muitas vezes aquele que comercializa no varejo não tem condições de perceber o problema. Ao apresentar a nota fiscal do produto com as especificações, o comerciante fica isento da responsabilidade, que será do fabricante do produto, diante de eventual irregularidade.

IPEM-PR – O IPEM-PR é um órgão público que recebe a delegação do Inmetro para atuação junto ao comércio e indústrias, podendo realizar apreensões de produtos irregulares que não seguem os regulamentos da categoria. No caso de fios e cabos elétricos, por exemplo, o órgão age para a segurança da população, bem como do seu patrimônio.