Cascavel – O acesso antecipado do Cascavel Clube Recreativo à Primeira Divisão do Campeonato Paranaense de Futebol, conquistado na tarde de domingo com a vitória por 1 a 0 sobre o Rolândia, pela penúltima rodada da 2ª fase da Segundona 2018, encerra um jejum de 15 anos sem uma mesma cidade do Interior do Paraná ter dois representantes na elite do Estadual.

A última vez que isso ocorreu foi em 2003, quando Londrina e Portuguesa Londrinense disputaram a competição. Antes, em 1996, a cidade de Maringá teve duas equipes na competição, com o extinto Maringá FC e o Grêmio Maringá. Antes ainda, na década de 60 a cidade de Ponta Grossa viveu a rivalidade no Paranaense de Futebol com o atual Operário Ferroviário e o extinto Guarani Sport Club. Já na década de 70 foi a vez de Paranaguá ter a torcida dividida entre o atual Rio Branco e o Clube Atlético Seleto.

Em Cascavel, no próximo ano, os torcedores terão a opção de vestir a camisa tricolor do Cascavel Clube Recreativo, fundado em 2001 e que em 2019 disputará pela 7ª vez a elite do Estadual, e/ou a camisa aurinegra do Futebol Clube Cascavel, fundado em 2008 e que em 2019 disputará sua 5ª temporada seguida na elite.