Informe da redação: sessões fechadas, R$ 2,7 bilhões e auxílio maior

Sem tempo a perder

Quando usar máscara de pano

O governador Ratinho Junior distribuiu nota ontem para explicar por que não assinou a “Carta aberta à sociedade brasileira em defesa da democracia”, endossada por 20 governadores. “Neste momento, a prioridade é enfrentar da melhor maneira esta pandemia, que tem desafiado a todos a buscar medidas que minimizem os impactos na saúde e na economia (…) Nossa obrigação, como gestores, é dar suporte ao povo brasileiro, especialmente às classes mais carentes. O Paraná não tem tempo a perder com discussões políticas. Juntos entramos nesta crise. Juntos dela sairemos. O momento é de união”, finalizou a nota. Datado de sábado (18), o texto do Fórum Nacional de Governadores diz que a postura do presidente Jair Bolsonaro é uma “afronta aos princípios democráticos” e que “a saúde e a vida do povo brasileiro devem estar muito acima de interesses políticos, em especial nesse momento de crise”.

Sessões fechadas

Em Cascavel, o presidente da Câmara de Vereadores, Alécio Espínola, estendeu as medidas de distanciamento social por mais 15 dias a partir desta quarta-feira (22). As próximas sessões serão quarta (9h) e quinta (14h) sem público no auditório. Os servidores continuam trabalhando em regime de rodízio e teletrabalho, conforme escala, e quem estiver no prédio terá que usar máscara.

 

R$ 2,7 bilhões

Em um mês, famílias e grandes empresas fizeram doações que somam quase R$ 2,7 bilhões para ajudar no combate ao coronavírus. Para se ter uma ideia, esse valor equivale ao orçamento mensal do Bolsa Família. Segundo o Monitor das Doações, atualizado diariamente pela ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos), em uma semana o valor cresceu quase R$ 500 milhões, com a diversificação do destino. Do total, 70% vai para ações da saúde, e o restante para ajudar os mais necessitados.

 

Auxílio maior

Já no oeste do Paraná, a Itaipu dobrou o valor do auxílio eventual para R$ 2,7 milhões para o combate ao novo coronavírus. A medida vai atender instituições voltadas para ajuda humanitária ou comunitária que hoje já se ressentem dos impactos econômicos gerados pela pandemia da covid-19.

 

Quem pode

Esse fundo só pode ser usado em atendimentos de caráter excepcional. Cada entidade pode ser atendida com até R$ 175 mil, mas todas devem estar devidamente cadastradas na Itaipu e não apresentar pendências. O pedido de apoio tem que estar diretamente vinculado às consequências econômicas provocadas pela nova doença, como queda de arrecadação e doações.

 

Fomento Paraná

A Fomento Paraná recebeu 21.700 pedidos de crédito em 20 dias. O volume é quase quatro vezes maior do que os 5.640 contratos firmados pela instituição financeira do governo do Estado em todo o ano passado, com empreendedores informais ou de micro, pequeno e médio porte.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

5 × 5 =