Racionamento para evitar apagão

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse nessa terça-feira (22) que o Brasil terá que passar por um “período educativo” de racionamento de energia para evitar uma “crise maior”. Segundo Lira, o diagnóstico é do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. “O ministro Bento esteve comigo fazendo uma análise do cenário, garantindo que não vamos ter nenhum tipo de apagão, mas vamos ter que ter um período educativo aí de algum racionamento para não ter nenhum tipo de crise maior”, disse Lira.

 

Apagões

Em 2001, penúltimo ano do Governo FHC, o País sofreu uma série de apagões e teve de passar por um forte racionamento. Quem não economizava luz, dentro de uma cota por consumidor, pagava mais caro pela conta no fim do mês.​​

 

Mandatos coletivos

A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para analisar a PEC que proíbe a realização de eleições em data próxima a feriado realiza audiência pública nesta quarta-feira (23) sobre mandatos coletivos e candidaturas individuais. A audiência será realizada a partir das 14h. As candidaturas coletivas, quando um grupo de pessoas concorre a uma vaga no Legislativo, ainda não têm suporte legal.

 

Exposição

Uma exposição multimídia reunindo fatos históricos das últimas sete décadas marca os 74 anos do TCE-PR, fundado em 2 de junho de 1947. O evento comemorativo noturno será aberto ao público nos dias 24 e 25 de junho, das 18h30 às 22h. A primeira noite é reservada a convidados, membros e servidores do Tribunal, ativos e aposentados, e seus familiares.

 

Despedida

Ex-secretário de Segurança Pública do Paraná e ex-deputado federal, José Tavares da Silva Neto morreu ontem aos 72 anos, de complicações da covid-19. Tavares era formado em Direito pela Universidade Estadual de Londrina, foi delegado de polícia em Londrina, eleito deputado estadual (1979-1983) pelo MDB e deputado federal constituinte (1983-1987) reeleito. De 1992 a 1994, foi secretário de Justiça do Paraná durante o Governo Requião.

 

Lindeiros

O presidente do Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, prefeito de Guaíra, Heraldo Trento, reuniu-se ontem com o diretor de Coordenação da Itaipu, general Luiz Felipe Carbonell, o chefe de gabinete da Diretoria de Coordenação, Coronel Theófanes de Lira Pessôa Junior, e Gilmar de Oliveira, da Divisão de Apoio Operacional, para alinhar questões relacionadas a demandas dos municípios da região.

 

Prioridades

Conforme Trento, ficou previamente agendado para 20 de julho uma reunião com todos os prefeitos para detalhar as propostas. O encontro com os prefeitos deve ocorrer, provavelmente, em Santa Helena. Conforme Trento, é importante que os municípios se prepararem com projetos inerentes às obras e às prioridades.

 

Concessão

A nova concessão do Parque Nacional do Iguaçu voltou ao debate na Câmara de Foz na sessão dessa terça. A Comissão de Turismo da Casa de Leis pediu, via requerimento, a realização de Audiência Pública para debate o tema. As preocupações levantadas foram: alto valor do ingresso no PNI, previsto para nova concessão; liberação de entrada dos carros de turismo no atrativo e a necessidade de ampliação do debate, considerando a realidade do Município. “Da forma que está sendo elaborado e proposto, não podemos aceitar. A taxa prevista para entrada no Parque é de R$ 110. Isso é absurdo! Agora querem fazer tabela única. Isso é um retrocesso”, disse a presidente da Comissão de Turismo, vereadora Anice Gazzaoui (PL).