Polarização X tensão

Oito de cada dez brasileiros acreditam que há muita ou uma quantidade considerável de tensão entre pessoas que apoiam diferentes partidos políticos no Brasil atualmente. É o que aponta a pesquisa Culture Wars Around the World: How Countries Perceive Divisions, realizada pela Ipsos com 28 países. Do total de respondentes no mundo, 69% disseram que há “uma quantidade considerável” ou “muita” tensão entre apoiadores de partidos políticos distintos. Com um percentual de respostas “alguma” ou “muita” tensão de 83%, a tensão política ficou em 1º lugar no Brasil. Dos 12 grupos apresentados, em 11 o percentual de tensão percebido pelos brasileiros é mais alto do que a média global. Isso acontece porque quase metade dos entrevistados no País (47%) acredita que o Brasil é dividido por “guerras culturais” ou conflitos de ideias/identidades. Globalmente, apenas 35% estão de acordo com a afirmação. Foram entrevistadas 23.004 pessoas.

 

 

Horário de verão

Um grupo de entidades de turismo do Paraná, da Bahia e de Santa Catarina, filiadas à CNTur (Confederação Nacional de Turismo), irão encaminhar em conjunto ofício ao governo federal pelo retorno do horário de verão já em 2021. Segundo a confederação, o setor de gastronomia e entretenimento era um dos mais privilegiados com a medida. “Sabemos que o horário diferenciado não reduz o consumo de energia elétrica, mas vai refletir socialmente em nosso setor”, diz Fábio Aguayo, vice-presidente da CNTur.

 

Seguro-saúde

A Comissão de Turismo aprovou o projeto de lei do deputado Felipe Francischini (PSL) que torna obrigatória a aquisição de seguro-saúde por estrangeiros que ingressarem no País. O texto determina que o seguro de saúde e de repatriamento (em caso de falecimento) deverão ser válidos durante todo o período de permanência em território nacional e terá o valor mínimo definido pelo governo federal. O texto proíbe ainda a entrada de estrangeiros que estiverem sem ou com o documento vencido.

 

Vacinas no lixo

Uma alteração de temperatura no local de armazenamento de vacinas da 16ª Regional de Saúde de Apucarana pode ter comprometido 600 doses do imunizante da Pfizer. A 16ª RS já reconheceu, em nota, a instabilidade e o deputado Arilson Chiorato (PT) protocolou requerimento pedindo investigação sobre o ocorrido na Comissão Especial da Vacinação contra a Covid-19, que tramita na Alep.

 

CPI Covid

O vice-presidente da CPI da Covid, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou requerimento para prorrogar os trabalhos da comissão por mais 90 dias. Com prazo inicial de 90 dias, a comissão está programada para se encerrar em 7 de agosto. Randolfe classificou esse prazo como insuficiente e afirmou ser “imperativo” prorrogar as atividades.

 

Olho no STF

Favorito para a vaga de Marco Aurélio Mello no STF, que se aposenta em julho, o advogado-geral da União, André Mendonça, tem feito uma rodada de almoços, jantares e conversas a distância com senadores para diminuir a resistência na Casa a uma provável indicação. O pastor Silas Malafaia, um dos principais entusiastas de Mendonça no STF, revelou que o chefe da AGU já conversou com cerca de 50 senadores sobre o tema.

 

Bacana absolvido

O Ministério Público do Paraná recorrerá da decisão que absolveu  o tenente-coronel da Polícia Militar e médico Fernando Dias Lima, conhecido como Doutor Bacana (ex-vereador de Cascavel), denunciado em 2018 por atentado violento ao pudor e assédio sexual que teriam sido praticados de forma reiterada contra pelo menos 40 vítimas. A sentença de absolvição foi expedida pelo Conselho Especial de Justiça Militar, por unanimidade de votos, em julgamento na última quinta (24).