Todos contra

A confirmação da instalação da praça de pedágio entre Cascavel e Toledo repercute nas redes sociais e vários grupos começam a organizar protestos contra a cobrança na BR-467. Pelo menos por enquanto, não prece que o assunto vai ser engolido como pretendem os governos federal e estadual. O assunto pedágio deve ganhar cada vez mais polêmica, especialmente pela exposição que rende em ano pré-eleitoral. Vale lembrar que nada é novidade. O projeto vem sendo discutido, montado e criticado há mais de um ano. Surpresa mesmo é só para quem não acompanha a imprensa.

 

Ramal Foz-Cascavel

O diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Rafael Vitale, reuniu-se nessa quinta-feira (12) com o governo do Paraná e a Ferroeste para tratar de um novo projeto da estrada de ferro: o ramal de Foz do Iguaçu a Cascavel.

 

Invest Paraná

Representantes da Invest Paraná – agência estadual responsável pela prospecção e atração de novos negócios – se reúnem nesta sexta-feira (13) com integrantes das Prefeituras de Foz do Iguaçu e Cascavel. O objetivo dos encontros é apresentar as ações do governo do Estado para atração de novos investimentos, além de buscar parcerias para desenvolver o Estado. O evento será às 9h, no Viale Tower Hotel, em Foz, e às 14h, no auditório da Prefeitura de Cascavel.

 

Reforma do IR

Com pressão de tudo que é lado, a Câmara dos Deputados adiou a votação da reforma do IR (Imposto de Renda) para a próxima terça-feira (17), após acordo fechado entre os líderes partidários no plenário. Os parlamentares avaliaram que é necessário debater o projeto para evitar que estados e municípios sejam prejudicados com perda de arrecadação.

 

Obras municipais I

​O TCE-PR (Tribunal de Contas do Estado do Paraná) publicou em seu portal na internet o Relatório de Levantamento de Controles Internos de Obras Públicas de 2021. O documento é resultado do trabalho realizado com o objetivo de levantar dados a respeito de licitações de obras públicas para o planejamento e seleção de amostras das auditorias de controles internos de obras públicas no âmbito do PAF (Plano Anual de Fiscalização) do TCE-PR de 2021, e buscou conhecer a realidade dos controles internos, a transparência das ações e a capacitação dos servidores na área de obras públicas.

 

Obras municipais II

As 726 licitações realizadas pelos municípios da amostra informadas ao TCE-PR, compostas por 894 lotes, somam R$ 1,14 bilhão em contratos. Quanto à gestão, obteve-se 66% como média de respostas positivas, o que indica a existência dos procedimentos formais e controles. As maiores carências de controle identificadas em relação à gestão foram: 48% em relação ao diário de obras, 42% no controle tecnológico e 36% nos termos de recebimento.

 

Bloqueio de bens

Já em Matelândia, a Justiça determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito Edson Primon (gestão 2009-2012) e de mais três requeridos no valor de R$ 735.106,25 para o então prefeito, uma instituição e seu diretor e de R$ 15.500 para uma empresa de consultoria ligada à instituição. Segundo o MP, o então prefeito teria firmado parcerias irregulares com a instituição para que ela gerisse programas municipais em saúde, cultura e artes, inclusão social, educação e esportes, que geraram pagamentos irregulares de R$ 719.606,25 para a instituição, a título de “taxas de administração”. Isso além dos repasses mensais, que, na soma dos cinco termos de parceria, chegaram a ultrapassar de R$ 340 mil. Cabe recurso.