Informe da redação do dia 10 de julho de 2019

Mobilidade urbana

O MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional) aprovou o financiamento de projetos de mobilidade urbana para Cascavel. Serão R$ 34 milhões destinados a investimentos para modernização da infraestrutura de transporte público coletivo e adoção de medidas de moderação de tráfego. Em junho, também por meio do Programa Avançar Cidades, o Município já havia recebido R$ 3,5 milhões para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana e do Pait (Projeto de Ação Imediata de Trânsito).

Condições

A prefeitura terá até 20 anos para devolver o recurso. A taxa nominal de juros das operações de empréstimo do pró-Transporte é de 6% ao ano, podendo ser acrescida taxa diferencial de até 2% e taxa de risco de crédito de até 1%. A partir de agora, a prefeitura tem um ano para formalizar a contratação da proposta, caso contrário, perde o direito ao dinheiro.

Refis I

Nem bem o primeiro semestre acabou e já tem prefeitura recorrendo aos Refis. Em Foz do Iguaçu, a Câmara aprovou ontem o programa de recuperação fiscal, que visa atender contribuintes inadimplentes até o fim de 2018, incluídos ou não em dívida ativa. Com descontos de até 100% sobre multas e juros para quem quitar a dívida à vista até 20 de agosto, os vereadores elaboraram uma emenda que põe fim aos Refis a partir do ano que vem. Ou seja: esta é a última oportunidade para pôr as contas em dia com o Fisco Municipal e ainda ter algum desconto.

Refis II

Já em Cascavel, cuja prefeitura se recusou a adotar Refis no ano passado, agora cedeu e enviou projeto à Câmara. A proposta prevê descontos máximos de 90% sobre juros e multas e a previsão é de recuperar R$ 32 milhões em impostos devidos.

Política pública

Em Corbélia, o Poder Executivo quer tornar política pública o Programa Atitude Gerando Saúde. Projeto nesse sentido foi encaminhado à Câmara no fim de junho e já foi lido e apresentado em sessão. O objetivo é garantir a existência dos projetos desenvolvidos na área de saúde pública mesmo que mude a gestão. Hoje existem 20 projetos estratégicos de saúde sendo realizados.

Rossoni poupado I

A CPI da JMK rejeitou ontem o pedido de convocação do ex-chefe da Casa Civil na gestão Beto Richa Valdir Rossoni. É que ele foi citado pelo delegado Benedito Gonçalves Neto de que teria se reunido com representantes da JMK para tratar do contrato firmado pelo governo para gerenciar a manutenção da frota dos veículos oficiais do Executivo.

Rossoni poupado II

Os deputados Tião Medeiros, Paulo Litro, Michele Caputo e Delegado Recalcatti defenderam que não se justificava chamar Rossoni neste momento apenas pelo fato de ele ter sido citado por ter cobrado melhorias na execução do contrato. O relator, Delegado Jacovós, não descartou ouvir Rossoni mais para frente, dependendo do aprofundamento das investigações. Alexandre Amaro e Delegado Fernando também votaram contra a convocação.

Silêncio

Tem impressionado o silêncio dos deputados sobre o impasse envolvendo o governo do Estado e o funcionalismo público. Em meio ano, Ratinho vive um triste déjà vu: a invasão de servidores na Assembleia. Em 2015, protesto semelhante terminou em bombas e feridos e ficou registrado como um dos piores momentos do Estado do Paraná. Episódio que os adversários fizeram questão de relacionar com Ratinho em todos os debates na última campanha eleitoral.

Mistério

O presidente do Sicredi Vanguarda de Medianeira, Luiz Hoflinger, foi encontrado morto ontem à noite no quarto de um hotel em São Paulo. Não foram divulgadas informações sobre a causa da morte, mas havia sinais de enforcamento. A notícia da morte chocou a comunidade de Medianeira.

 

 

 



Fale com a Redação

3 × três =