Informe da redação do dia 06 de junho de 2019

Hacker invade celular de Sergio Moro

Nem ele escapou. Um hacker invadiu o telefone celular do ministro Sergio Moro (Justiça) na terça-feira (4) e o ex-juiz da Lava Jato teve de cancelar a linha. A Polícia Federal investiga o caso. O setor de tecnologia da pasta também foi acionado para ajudar a apurar de onde o ataque partiu. O autor da invasão ficou cerca de seis horas usando aplicativos de mensagens de Moro. O ministro recebeu uma ligação por volta das 18h, do seu próprio número, o que estranhou. Ele atendeu, mas não havia ninguém do outro lado da linha. Em seguida, foi informado de mensagens que estavam sendo trocadas pelo Telegram. O hacker usou o aplicativo até pelo menos a 1h de ontem.

Alvos

Essa não é a primeira vez que um ministro tem o celular invadido. No ano passado, ainda no Governo Temer, os ex-ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Carlos Marun (Secretaria de Governo) também foram vítimas de golpes cibernéticos semelhantes. Naquele caso, estelionatários enviaram mensagens dos celulares de ambos pedindo empréstimos. A ex-governadora Cida Borghetti também já passou pela mesma situação e até o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos.

R$ 100 e R$ 50

Em entrevista ao Programa do Ratinho, do SBT, o presidente Jair Bolsonaro disse que quer substituir todas as notas de R$ 100 e R$ 50 em circulação no País. “Existe essa possibilidade, mas está faltando sinal verde da Economia para ver se é viável ou não essa proposta.” Contudo, ele não explicou como seria feita a troca e por que motivo o governo adotaria essa medida. “Daí quem tem dinheiro guardado por aí vai ter de se virar. Vai no mercado, bota pra rodar esse recurso”.

Neymar

Por falar em Bolsonaro… ontem o presidente declarou apoio a Neymar – que é acusado de estupro por uma mulher, em crime que teria acontecido em Paris, no dia 15 de maio, em um hotel de luxo da cidade. Ao contar que pretendia ir ao estádio Mané Garrincha para assistir ao amistoso entre Brasil e Catar, o presidente disse que iria abraçar Neymar: “Espero dar um abraço no Neymar antes do jogo. Está em num momento difícil, mas acredito nele. Neymar, hoje à noite estamos juntos”.

Pode isso, Arnaldo?

A Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) entrou com petição no STF (Supremo Tribunal Federal) para que seja arquivada uma ação de declaração de inconstitucionalidade que, se julgada, poderia extinguir a aposentadoria dos oito ex-governadores paranaenses que recebem o benefício e de três viúvas de ex-governadores. A petição é assinada pelo presidente da Alep, deputado Ademar Traiano. As informações são do blog Contraponto.

Não precisa mais…

A ADI 4545 foi proposta há anos pela OAB, secção do Paraná, e está pendente de julgamento pelo plenário da Corte, com relatoria da ministra Rosa Weber, mas com a diferença de que o questionamento da legalidade da concessão do privilégio incluía também os governantes passados. O argumento agora é de que, com aprovação da emenda constitucional dia 28 de maio, a ADI perdeu objeto. A questão aí é garantir a blindagem aos “ex”, como conseguiram fazer na última votação.

Emendas

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) ajudou a aprovar nessa quarta-feira na Câmara dos Deputados a PEC 34/2019, que obriga o governo federal a pagar as emendas das bancadas estaduais e também garante que estados e municípios fiquem com 30% do valor arrecadado no megaleilão do pré-sal que acontecerá em outubro. A previsão é de que sejam arrecadados R$ 106 bilhões e que estados e municípios fiquem com R$ 21,7 bilhões.

 

 



Fale com a Redação

1 × 4 =