Foz do Iguaçu – O plano de desenvolvimento estratégico dos territórios paranaenses, que será criado por meio de parceria entre o PTI (Parque Tecnológico Itaipu) e o Sebrae-PR, vai colocar o Estado na vanguarda em relação ao planejamento a longo prazo. Os trabalhos das instituições serão voltados a uma perspectiva 2030-2040.

O projeto “Políticas públicas e fiscais para a melhoria do ambiente político e empresarial do Estado do Paraná” foi oficializado com um acordo de cooperação técnica assinado segunda-feira (10) durante reunião do Conselho do Sebrae-PR, em Curitiba. A iniciativa conta com apoio da Itaipu Binacional, do governo do Paraná e do G7 – grupo de entidades empresariais paranaenses que representam o conjunto das forças econômicas do Estado.

Os trabalhos terão duração de quatro anos, de 2019 a 2022. Nesse período, a equipe do PTI fará estudos, diagnósticos e o planejamento a fim de impulsionar o desenvolvimento nos 24 territórios paranaenses. Já o Sebrae-PR será responsável pela constituição de grupos para tomada de decisão em cada um desses territórios.

Região oeste

A parceria prevê a elaboração de um plano estratégico por região e um planejamento também para o Estado como um todo. O projeto atuará de maneira similar ao trabalho que o PTI desenvolve na região oeste em que, a partir da definição das necessidades e das potencialidades dos municípios, impulsiona as cadeias produtivas dos setores estratégicos com o objetivo de favorecer o desenvolvimento e melhorar o ambiente de negócios.

O diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado, destaca que a parceria fará um trabalho estratégico com o Estado do Paraná. “Nós reuniremos a expertise do setor público com o setor privado e entendemos que esse trabalho vem ser uma rota de desenvolvimento para o Estado, com base nas questões de infraestrutura e na economia circular”, afirma.

Os planos serão elaborados alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas), mas também vislumbrarão ações para as próximas décadas.