A Polícia Civil de Cascavel conseguiu avançar na investigação sobre a morte de Valdinei Germano da Silva, ocorrida no Bairro Santa Cruz na noite de sábado.

Segundo a polícia, o Gol encontrado perto do local do crime cravejado de balas foi furtado em Toledo no dia 26 de setembro. O veículo estava com placas que haviam sido furtadas no dia 28 de setembro. Tudo isso indica à Delegacia de Homicídios que o crime foi premeditado: “Ocorreu toda uma preparação para esse assassinato, com o furto do carro e das placas. Trabalhamos com a informação de que Valdinei tinha um desentendimento com um grupo de pessoas e pelo menos cinco estariam envolvidas nesse crime”, conta a delegada de Homicídios, Mariana Vieira.

De acordo com informações da polícia, Valdinei respondia em dois inquéritos por roubo e na semana passada foi levado à 15ª SDP (Subdivisão Policial) por tráfico de drogas, mas liberado logo depois. Ele também seria suspeito do atentado a um agente penitenciário duas semanas atrás.

O rapaz tinha 18 anos e foi morto a tiros no Bairro Santa Cruz. O Gol usado para fuga dos assassinos foi encontrado no Conjunto Parque dos Ipês, perto de onde Valdinei foi morto.