COTIDIANO

Futuro da greve na Unioeste pode ser definido nos próximos dias

20 de junho de 2015 às 09:04
Publicidade

Cascavel – Os servidores vinculados ao Adunioeste (Sindicato de Docentes da Unioeste) aguardam pelo retorno de tramitação de emenda na Alep (Assembleia Legislativa do Paraná), seguida de votação em plenário, o que é esperado para esta segunda-feira (22) e que deve convocar assembleia de servidores, que pode suspender ou encerrar a greve de professores da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) que dura mais de 80 dias.

“Independente do resultado da votação da semana que vem iremos decidir o futuro da greve. Se a votação ocorrer na segunda, convocaremos assembleia na quarta-feira”, adianta o membro do Adunioeste, Luiz Fernando Reis.

A emenda a ser votada nesta segunda é a mesma que foi rejeitada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) por oito votos a quatro durante esta semana e o que alimenta as expectativas do sindicato é que ocorra uma nova interpretação por parte dos deputados.

O Adunioeste, que representa cerca de mil professores de todos os câmpus da Unioeste, pede pela reposição da inflação a todo o funcionalismo estadual de forma imediata.

(Com informações de Marcelo Machado)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE