Forte frente fria avança sobre o país e provoca frio intenso nos próximos dias. Há condições para temperaturas abaixo de 0°C, geada, neve e friagem. Confira o passo a passo do deslocamento desta frente fria e saiba quando vai esfriar no seu estado.

Como vinha sendo previsto,  uma grande frente fria chegou ao Sul do Brasil no primeiro fim de semana do inverno ( e o último de junho), onde provocou temporais especialmente sobre o Rio Grande do Sul, mas fortes pancadas de chuva também ocorreram em locais de Santa Catarina e do Paraná. Nos próximos  dias, esta frente fria avança sobre o Sudeste e o Centro-Oeste, causando mudanças no tempo também em parte do Norte e do Nordeste.

ff avança BR 27-6-2021

Grande e forte frente fria avança sobre o Brasil na virada de junho para julho de 2021

Cascavel

A segunda-feira (28) será mais fria que o domingo (27). A manhã será de garoa e há possibilidade de uma tarde de sol com diminuição de nuvens. Noite com pouca nebulosidade. A temperatura deve ficar entre 4°C e 9°C. Veja o mapa:

A terça-feira (29) promete ser gelada em Cascavel. As temperaturas devem ficar entre -1°C e 9°C e não deve chover. Dia de sol, com geada ao amanhecer. As nuvens aumentam no decorrer da tarde, veja o mapa:

 

 

 

Frente fria especial

Esta frente fria está chamando muito a atenção dos meteorologistas porque é um sistema forte e que vai avançar pelo interior do Brasil, o que se chama de frente fria continental, causando muito frio na virada de junho para julho de 2021.O centro da massa de frio que vem com esta frente fria é forte e vai passar exatamente sobre o Sul do Brasil, antes de ir para o mar. O centro de uma massa de frio é a região onde o frio é mais intenso.

A massa de ar frio de origem polar que vem com esta frente fria é mais forte em 2021, até agora e se desloca pelo interior da América do Sul,  tendo pouco contato com o oceano nos primeiros dias de sua atuação. Isto aumenta o poder de frio e secagem do ar, tornando esta massa de ar frio potencialmente mais perigosa para provocar temperaturas muito baixas no Brasil, neve e geada, ampla e forte.

Fenômenos atmosféricos especiais entre 28 de junho e 1 de julho de 2021

Neve

Na noite do dia 28 e na madrugada de 29 de junho, a combinação de temperaturas muito baixas (próximas e abaixo de 0°C) e de muita umidade será favorável à formação de neve e de outras precipitações de inverno em alguns locais do Sul do Brasil. O fenômeno está sendo esperado para as regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina e até sul do Paraná.

Temperatura abaixo de 0°C

Dias de muito frio estão sendo esperados para vários estados brasileiros até o fim desta semana. Temperaturas muito próximas e abaixo de 0°C poderão ocorrer nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais causando prejuízo para pastagens e hortaliças.

Geada branca

O frio intenso provocado pela passagem desta forte e grande massa de ar frio de origem polar vai permitir a formação da geada em amplas áreas do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de Mato Grosso do Sul e de São Paulo e também no Sul de Minas Gerais.

Geada branca: fenômeno caracterizado pelo congelamento do orvalho sobre qualquer superfície. O gelo pode se formar sobre telhados, troncos de árvores, superfícies metálicas e sobre a superfície das folhas. A geada sobre o capô dos carros causa danos à pintura. A geada queima as folhas das plantas e, dependendo da intensidade, causa grande prejuízo para os agricultores

No dia 29 de junho, a geada pode se formar em todo o centro, oeste e norte do Rio Grande do Sul (inclui serra e planalto), serra, meio-oeste, oeste, planaltos sul e norte de Santa Catarina, centro, oeste e sul do Paraná, sudoeste/sul de Mato Grosso do Sul

Para o dia 30 de junho, a previsão é de geada ampla, até com moderada a forte intensidade, em todo interior do Rio Grande do Sul, todo o interior de Santa Catarina, em todas as áreas do interior do Paraná, incluindo a grande Curitiba, no centro, sul e oeste de São Paulo (inclui, por exemplo, Sorocaba, Bauru, Ourinhos, Itapeva, Presidente Prudente), sul, oeste, centro e leste de Mato Grosso do Sul (inclui a capital, Campo Grande)

Para o dia 1 de julho, a expectativa é novamente de geada ampla em todo o interior dos estados da Região Sul, no sul de São Paulo, no sul de Mato Grosso do Sul e na serra da Mantiqueira, na divisa entre São Paulo e o sul de Minas

Friagem

É este deslocamento pelo interior do continente que permite que o vento frio chegue até o Norte do Brasil provocando o fenômeno da friagem.

Friagem: queda da temperatura em áreas da Região Norte provocada pela passagem de ar frio de origem polar. Tecnicamente pode ocorrer em qualquer época do ano, mas é mais comum nos meses de outono e inverno. A friagem pode ser fraca, moderada ou forte. Quando o fenômeno ocorre com forte intensidade, a temperatura no Acre pode baixar para menos de 10°C.

A friagem começa a ocorrer no decorrer do dia 28 de junho, segunda-feira, em áreas do centro-sul e oeste de Rondônia e no sul/leste do Acre. No dia 29 de junho, terça-feira, a friagem será mais intensa e ampla em Rondônia e no Acre e no sul do Amazonas. A madrugada de 30 de junho deve ser a mais fria do ano até agora nestas regiões.

Recordes de frio em capitais

Durante os dias de atuação desta forte massa de ar frio de origem polar, recordes de menor temperatura do ano e de menor temperatura máxima poderão ser observados até mais de uma vez. As capitais com maior chance de bater algum recorde até o fim desta semana são: Florianópolis, Curitiba, Campo Grande, Cuiabá, Goiânia, Brasília, Porto Velho, Rio Branco, São Paulo, Belo Horizonte, Rio De Janeiro e Vitória.

Abaixo estão os recordes atuais de menor de temperatura para o ano de 2021 nas capitais, pela medição do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia – até a manhã do dia 27/6/2021.

SÃO PAULO: 10,8°C em 26 maio
RIO DE JANEIRO: 12,1°C em 15 junho
BELO HORIZONTE: 12,6°C em 15 junho
VITÓRIA: 17,3°C em 11 maio
PORTO ALEGRE:  4,6°C em31 maio
FLORIANÓPOLIS: 8,9°C em 25 maio
CURITIBA: 3,2°C em 25 maio
CAMPO GRANDE: 10,5°C em 24 maio
CUIABÁ: 14,5°C em 7 maio
GOIÂNIA: 13,7°C em 19 maio
BRASÍLIA: 12,4°C em 12 maio
PORTO VELHO: 18,0°C em 8 maio
RIO BRANCO: 16,4°C em 8 maio

Fonte: Climatempo