O Instituto de Transporte e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans) informou nesta segunda-feira (7) que levará à Justiça as empresas que compõe o Consórcio Sorriso, administradora do transporte coletivo da cidade.

O diretor-superintendente do Foztrans, Licério Santos, afirmou que o órgão em conjunto com o Procon e Secretaria da Fazenda, mantém a fiscalização e que o as empresas estão sendo multadas pelo não cumprimento do contrato e decreto sanitário de combate à pandemia.

“Mesmo assim, está sendo como enxugar gelo. O Procon faz a notificação, as multas são extremamente pesadas, chegam a quase R$ 200 mil e eles continuam descumprindo “na cara dura”. Então o decreto de covid-19 não serve para quem opera o transporte, não tem servido”, disse Santos.

Entre as principais reclamações dos passageiros, está a superlotação dos ônibus, falta de frequência e linhas reduzidas.

Fonte: Rádio Cultura