Toledo – Levantamentos da Abpa (Associação Brasileira de Proteína Animal) mostram que as exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) atingiram 63 mil toneladas em outubro, volume que supera em 8,1% as 58,3 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado.

Em receita, as vendas do décimo mês do ano chegaram a US$ 108,1 milhões, número 20,1% menor que os US$ 135,4 milhões realizados em outubro de 2017.

Em volume, houve queda: as exportações de janeiro a outubro deste ano chegam a 530,5 mil toneladas, 10% a menos que as 589,1 mil toneladas embarcadas nos dez primeiros meses de 2017.

Hong Kong segue como principal destino das exportações de carne suína. Com 137 mil toneladas importadas entre janeiro e outubro (26,3% do total), incrementou suas compras em 8% no período.

A China foi destino de 131,1 mil toneladas em 2018, o equivalente a 25,1% do total. As vendas ao mercado chinês cresceram 243% na comparação com o volume efetivado entre janeiro e outubro de 2017.