Publicidade

COTIDIANO

Equipes da Copel trabalham para restabelecer fornecimento de energia em todas as regiões

30 de outubro de 2023 às 09:55
Publicidade

As equipes da Copel continuam em campo na manhã desta segunda-feira (30) para restabelecer o fornecimento de energia em diversas áreas do Paraná atingidas por fortes chuvas desde sexta (27). Devido às chuvas incessantes ao longo do dia de ontem, áreas alagadas ainda limitam o acesso das equipes a algumas regiões. De acordo com a última atualização da Companhia, no início desta manhã, 15,3 mil unidades consumidoras estão sem energia no Estado. Cerca de mil profissionais atuam simultaneamente.

Ao todo, eles trabalham para atender a 1.438 serviços emergenciais pulverizados por todas as regiões. As áreas rurais concentram a maior parte destes serviços No momento, os municípios de União da Vitória, Prudentópolis, Cascavel, Campina da Lagoa e Rio Brando do Sul são os mais afetados.

ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA – A Copel reitera que, em ocorrências climáticas como esta, é importante o cuidado com a segurança, especialmente em áreas com acúmulo de água. A população deve manter distância de locais onde haja fios rompidos ou postes quebrados. Em situações de risco, o contato deve ser feito também pelo número 0800 51 00 116. A Copel informa que, dependendo do avanço das cheias, poderá desligar a energia por risco de choque elétrico.

VAZÕES – As fortes chuvas registradas neste domingo voltaram a elevar as vazões nos principais rios do Paraná. A previsão do Simepar era de precipitação mais intensa e localizada no Centro-Sul e Sudoeste do Estado, mas foi registrado volume bem superior também na região de Curitiba.

As equipes de operação da Copel e áreas de suporte trabalham de forma ininterrupta, antecipando cenários e executando as estratégias mais adequadas para garantir a segurança operacional das usinas e reduzir ao máximo o impacto desses eventos climáticos extremos para a população.

Com o indicativo de chuvas intensas que os diferentes modelos meteorológicos apontavam para os meses de outubro e novembro, os agentes de geração das usinas da cascata do Iguaçu, sob coordenação do Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, optaram por manter comportas abertas desde o último dia 6, para reduzir o nível de água dos reservatórios e armazenar parte do volume da cheia observada atualmente.

SEGURANÇA – A Copel mantém contato permanente com a Defesa Civil, que orienta os moradores e prefeituras a respeito das providências a serem tomadas diante dos cenários registrados em cada usina.

A Companhia reforça que as comunidades ribeirinhas e frequentadores dos rios devem aumentar a atenção nesses períodos de cheia. Quando as usinas estão com comportas abertas e vertendo, a correnteza aumenta tanto acima quanto abaixo da barragem e o risco de afogamentos e acidentes com embarcações também é maior.

Fonte: AEN

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE