Atender às demandas da indústria, criando soluções tecnológicas integradas, aplicadas a produtos e processos, com foco na sustentabilidade e no desenvolvimento industrial. Com esse objetivo, o Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica desenvolveu, em parceria com a AMR Robotics, um protótipo de leito robótico que auxilia na movimentação do corpo. A ferramenta foi criada para reduzir os efeitos causados pela má circulação em pessoas que estão acamadas durante um longo período e traz impactos positivos para a saúde dos pacientes de terapia intensiva.

“O robô é programado de maneira personalizada e executa movimentos lentos e precisos. Também permite que o paciente fique em posição ereta, auxiliando em momentos como alimentação, desmame ventilatório, recrutamento alveolar, entre outras ocasiões e é de fundamental importância para redução de tempo de internação e recuperação adequada”, conclui Leonardo Arnoni, cirurgião oncológico e fundador da AMR Robotics, que teve a ideia junto com o seu sócio, o médico intensivista Márcio Ronaldo. Além disso, apresenta articulações que podem ser acionadas para alterar a posição do paciente. Também há a possibilidade de realizar a movimentação de apenas um membro, fazendo um trabalho fisioterápico.

Juliano Coelho, consultor de PDI e líder técnico da área de Desenvolvimento de Produto do Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica, explica que para o seu desenvolvimento foram utilizadas diversas tecnologias de ponta disponíveis no Instituto, como design e engenharia de forma integrada, simulação computacional, impressão 3D, digitalização por luz estruturada, entre outros. Após a homologação do equipamento, a ideia é buscar parceiros dentro da indústria para sua produção em larga escala.

Para saber mais sobre o Instituto Senai de Tecnologia em Metalmecânica clique aqui.  

Foto: Inove Foto & Vídeo