Você bem sabe que são quatro as fases da Lua e que elas vão se misturando seguindo seus respectivos ciclos de mês a mês, correto? Tem aquela semana onde tudo parece estar começando de novo (Lua Nova). Também tem aquele momento onde tudo parece estar passando por cima de obstáculos e mantendo o crescente (obviamente a Lua Crescente). Mas também tem aquele momento de expansão máxima, que é a Fase Cheia da Lua. E para encerrar o ciclo há o momento onde tudo fica mais reflexivo e tudo parece ficar um pouco mais devagar e profundo… Fase Minguante.

Na Fase Nova a Lua facilita que a gente comece algo novo, compre algo grande, faça viagens, comece cursos e perceba que precisamos às vezes afirmar nosso ego. Na Lua Crescente, por exemplo, é bem viável cobrar aquela pessoa que te deve uma grana, assinar contratos, mudar a dieta, iniciar romances duradouros e estar em contato com o público.

Durante a Fase Cheia seu magnetismo é maior. Sua energia sexual também fica mais acentuada. Não tem como negar que seu encanto fica ainda mais evidente numa pura magia. Perceba como as pessoas saem mais nessa época e vão mais pra barzinhos, festas e tal (antes da pandemia).

E na Lua Minguante fica mais fácil rever questões antigas e pendentes, são mais viáveis novos tratamentos de saúde que dependem de mudanças de hábito. Sabia que cirurgias tendem a ter uma cicatrização mais rápida nessa fase? Por isso muita gente costuma fazer tais procedimentos nesta época. É fácil olhar pra dentro de si enquanto a Lua míngua.

A Lua que você nasceu pode indicar que tais características (da respectiva fase da Lua) podem ser fortes em você. Aproveite, pois a Lua é uma das formas astrológicas de se entender de verdade. Quando você entende todos esses astros você consegue ativar – de uma vez por todas – a sua essência – que te ajudará a encontrar sua verdadeira missão.

 

Fonte: @despertareconsciencia