Cascavel – O Ecos da Tribo está de volta. O retorno aos palcos acontece na noite desta sexta-feira, 3, no Hooligans, em Cascavel, com o início da turnê Origens – dia 18, a banda se apresenta em Toledo. O ano de 2022 vai ser dedicado a shows pelas principais cidades do Paraná e à gravação do sétimo disco.

Fundada em 1987, a banda chega aos seus 34 anos como uma das mais antigas em atividade no Paraná e no Brasil. “Temos uma história de grande amizade. Gostamos de rock e decidimos voltar dispostos a recordar e, principalmente, a escrever novos capítulos de uma história rica e contagiante”, diz o fundador, guitarrista e compositor Ricardo Bulgarelli.

O início desse novo momento do Ecos aconteceu em setembro com a regravação de Sofisma, música do terceiro disco lançado em 1992. No início de outubro, o desafio foi dar cara de rock ao hino do Futebol Clube Cascavel. A música foi originalmente escrita e composta pelo tecladista Luciano Veronese e ganhou uma releitura com percussão vibrante e guitarras distorcidas.

O retorno marca também uma atualização na forma como a banda passa a se relacionar e a se comunicar com seus antigos e novos fãs. É possível encontrar o Ecos da Tribo no Instagram, no Facebook e também no Youtube. Em breve, “Sofisma” e “Até quando?”, duas das músicas que vão estar no o sétimo disco da banda, poderão ser ouvidas em plataformas como Spotify, Deezer, Tik Tok, Amazonmusic e Youtube.

 

Origens

O nome da turnê 2021/2022 tem relação principalmente com a volta de Newton Hanazumi, o Xanga, aos vocais, e à recuperação da sonoridade oitentista da banda. Xanga foi o primeiro vocalista do Ecos e gravou, em 1988, o LP Mixto Quente, primeiro long play produzido por grupos de rock no interior do Paraná – teve participação também do Herdeiros do Azar, que marcou sua trajetória musical no período de 1986 a 1990.

Além de Ricardo, Xanga e Luciano, a formação conta também com Jean Paterno, no baixo. Luciano e Jean estão no Ecos há mais de 30 anos. Outra novidade é a chegada do baterista Waldir Júnior, que substitui Afonso Whitaker Neto. Com exceção de Waldir, os outros integrantes estão na casa dos 50 e se dizem ainda mais experientes e entusiasmados para bem representar Cascavel e o Paraná na cena do rock brasileiro.