Dona Rosangela do Nascimento é moradora do bairro Interlagos, em Cascavel, há mais de dez anos. Desde então, tem sonhado diariamente com a construção da casa própria: um local que pudesse abrigar não só a família dela, mas também os sonhos de cada um dos moradores. Por conta dos custos elevados e da insegurança em construir sem as devidas autorizações e aprovações dos órgãos reguladores, o sonho foi sendo adiado e, desde o ano passado, quando ela soube do Programa Casa Fácil, ele ficou mais próximo da realidade.

“É um sonho realizado! Já espero por isso há muito tempo e em julho do ano passado, entrei no processo pensando em ter algo mais seguro para mim e minha família. Agora, saio daqui com o projeto pronto. Tenho certeza de que tudo foi bem feito e teremos tudo legalizado e aprovado. Daqui pra frente, é mãos a obra porque o nosso sonho nos espera”, comemora.

Assim como Rosangela, nesta primeira etapa do Programa, outras cinco famílias também receberam o kit Casa Fácil, composto pelo alvará de construção, documentações gerais sobre a obra e projetos completos. A iniciativa existe há mais de 30 anos e já atendeu mais de 180 mil famílias, alcançando a marca de mais de 10 milhões de metros quadrados, em todo o Paraná. Em Cascavel, ela é fruto da parceria entre Prefeitura Municipal, Cohavel (Companhia de Habitação de Cascavel), Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná) e AEAC (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Cascavel).

“Vejo esse convênio com orgulho, principalmente por ter nascido em Cascavel e gerado tantos frutos em todo o Estado. O Casa Fácil marca a participação do profissional de engenharia e arquitetura nesse processo, pois a pessoa contemplada sai com o projeto aprovado e a certeza do devido acompanhamento profissional. É uma ação importantíssima e essencial”, destaca a Engenheira Civil e Conselheira do Crea-PR, Suzely Soares.

Para o vice-prefeito de Cascavel, Renato Silva, há, também, outro detalhe importante: o Programa oportuniza o exercício da cidadania plena dos contemplados.

“O ato de entrega marca a oficialização de um benefício que essas pessoas recebem, dando o pleno direito de elas terem acesso a moradia de forma menos onerosa. Esse é o propósito dessa parceria: melhorar a vida das pessoas”, enalteceu o vice-prefeito.

Pelo Programa, as famílias contempladas garantem acompanhamento técnico para o acesso à moradia digna, segura, econômica e com toda a documentação legal, compreendendo Alvará, projetos, Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs), orçamento e Certificado de Conclusão. A execução da obra conta também com orientação de um profissional, garantindo melhor qualidade e economia à construção. São contempladas construções isoladas, destinadas exclusivamente para residência do interessado, com área máxima de 70 m² ou obras de reforma ou ampliação de unidade habitacional caracterizada como moradia popular que, somada à área já existente, não ultrapasse 70 m². Para participar do processo, o interessado deverá atender a algumas condições , tais como: ter renda familiar de no máximo três salários mínimos e propriedade do terreno onde pretende construir, através de escritura ou contrato de compra e venda registrado em cartório.

“Essa é a consolidação da engenharia pública. Uma segurança para a sociedade e uma realização para os contemplados. Todos saem ganhando. Ficamos muito felizes em contribuir com esse Programa há tantos anos”, finaliza o gerente da regional Cascavel do Crea-PR, Engenheiro Civil Geraldo Canci.

Os interessados em participar do processo do Programa Casa Fácil em Cascavel podem procurar a sede da AEAC para checar os requisitos e dar entrada na documentação ou entrar em contato pelo telefone (45) 3224-1315. Todas as etapas do processo são gratuitas.

Sobre o Crea-PR
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), criado no ano de 1934, é uma autarquia responsável pela regulamentação e fiscalização dos profissionais da empresa das áreas da engenharia, agronomias e geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.