Último degrau na escada que leva à Fórmula 1, a Fórmula 2 dará início à sua temporada 2021 no início de março, no Bahrein, quando a categoria terá três dias de testes coletivos.

Um dos principais postulantes ao título deste ano, o brasileiro Felipe Drugovich se prepara para as primeiras atividades do ano e também para a rodada tripla de estreia, marcada para ser disputada de 26 a 28 de março, também no Bahrein.

Em 2020, seu ano de estreia na Fórmula 2, Felipe Drugovich foi um dos grandes destaques da categoria, conquistando três vitórias (Áustria, Barcelona e Bahrein) – sendo a primeira justamente em seu primeiro fim de semana de corridas -, uma pole position, uma melhor volta e quatro pódios. O incrível desempenho do piloto brasileiro rendeu-lhe a oportunidade de disputar a temporada 2021 pela UNI-Virtuosi, a vice-campeã entre as equipes e também o time que revelou o vice-campeão de 2020, o britânico Callum Ilott.

“Neste momento em que ainda não temos treinos e corridas, o que tenho feito é trabalhar a parte física da melhor forma possível, pois sabemos que este é um fator essencial para um bom desempenho na pista”, explica Felipe Drugovich, paranaense de Maringá.

 

Calendário da Fórmula 2 para 2021

26 a 28 de março – Sakhir (Bahrein)

20 a 22 de maio – Monte Carlo (Mônaco)

4 a 6 de junho – Baku (Azerbaijão)

16 a 18 de julho – Silverstone (Inglaterra)

10 a 12 de setembro – Monza (Itália)

24 a 26 de setembro – Sochi (Rússia)

3 a 5 de dezembro – Jeddah (Arábia Saudita)

10 a 12 de dezembro – Yas Marina (Abu Dhabi)

 


Novo CTDN

Giovanni Guerra, presidente da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), anunciou reformulação na composição do CTDN (Conselho Técnico Desportivo Nacional), órgão responsável pela homologação de todos os regulamentos técnicos e esportivos das competições sob a alçada da CBA.  A partir de agora, em lugar do modelo antigo que previa uma única pessoa, terá cinco membros efetivos, com ampla representatividade.

Os nomeados

A presidência do CTDN continuará sendo exercida pelo diretor de provas Carlos Montagner, que terá como pares o presidente da Comissão Nacional de Rali Haroldo Scipião, o ex-presidente do órgão Nestor Valduga, o chefe de equipe Fábio Greco e o engenheiro Eduardo Polati.

Piquet x Valduga

Como Nelson Piquet declarou durante a campanha que será um secretário especial de Giovanni Guerra na CBA, resta agora saber como será seu relacionamento com seu desafeto Nestor Valduga. Em um passado recente, os dois trocaram acusações e o tricampeão fez pesadas acusações ao gaúcho.