POLICIAL

Dois carros de empresas de escolta armada são retidos na Operação Muralha

25 de junho de 2019 às 17:08
Publicidade

Durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Muralha em São Miguel do Iguaçu nesta terça-feira (25), as equipes da Receita Federal e do Exército retiveram dois veículos carregados de essências para narguilé e objetos semelhantes a baionetas de fuzil AK-47.

A abordagem foi realizada na BR-277, na barreira de fiscalização da Operação Muralha, por volta das 11h. Os veículos tinham placas de Campo Lago-PR e Guarapuava-PR, e escoltavam um ônibus de turismo que seguia para Francisco Beltrão-PR. Durante a vistoria, as equipes encontraram cerca de 100 caixas de essência para narguilé em um dos veículos e 30 objetos semelhantes a baionetas de fuzil AK-47 no outro veículo.

As mercadorias, os veículos e os passageiros dos dois carros foram encaminhados à Polícia Federal em Foz do Iguaçu para as providências legais cabíveis.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

A Operação Muralha, desenvolvida na região de fronteira dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul com o Paraguai, iniciou sua primeira fase no ano em 13/05/19. As ações acontecem nas barreiras fixas montadas em São Miguel do Iguaçu/PR, próximo ao pedágio, e na BR-163 em Guaíra/PR com revezamento de equipes nas 24h do dia. Nas estradas vicinais, lago do reservatório de Itaipu, Rio Paraná e em toda a região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai a Operação Muralha acontece por meio de incursões das equipes volantes de prontidão.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros.

A Operação Muralha é coordenada pela Receita Federal em parceria com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE