O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) está digitalizando todos os processos das áreas de veículos, habilitações e infrações. A medida faz parte do projeto de desburocratização Descomplica Detran e tem como objetivos economizar recursos, obter mais segurança – uma vez que processos digitalizados não podem ser perdidos e poderão ser revisados ou auditados com inteligência artificial –, e agilizar o encaminhamento.

Na primeira etapa, que teve início no dia 04 de outubro, estão sendo digitalizados os processos de veículos. Mais de 82 mil processos já foram escaneados nas 29 Ciretrans participantes. A primeira unidade que iniciou o processo foi a 06ª Ciretran de Guarapuava. A partir daí, a digitalização passou a ser feita em quatro unidades por semana.

Antes, os processos eram encaminhados para serem auditados em Curitiba, agora todos são realizados de forma digital. As Ciretrans continuam mantendo os processos físicos, mas apenas para identificar eventuais problemas.

As 29 unidades participantes são: Guarapuava; Paranavaí; Nova Esperança; Pato Branco; Umuarama; Foz do Iguaçu; Assai; Francisco Beltrão; Marechal Cândido do Rondon; União da Vitória; Campo Mourão; Cornélio Procópio; Apucarana; Arapongas; Irati; Porecatu; Medianeira; Assis Chateaubriand; Lapa; Ponta Grossa; Jacarezinho; Maringá; Cianorte; Ivaiporã; Palotina; Palmas; Colorado; Araucária; e Sarandi.

Entre os municípios que mais avançaram estão Maringá, com 14.888 processos digitalizados, seguido de Ponta Grossa, com 10.069, Foz do Iguaçu, com 8.278, e Guarapuava, com 5.668 processos.

A digitalização traz benefícios como agilidade no encaminhamento dos processos para serem auditados em Curitiba e economia com malote de correios, pois o Detran paga por peso quando encaminha os processos para a Capital.

Também há agilidade ao resgatar um processo, pois até então era solicitado para um arquivo que fica em Curitiba, podendo demorar até quatro dias para chegar à unidade. Se houver a perda de um documento, a versão digital dará suporte. O processo também gera economia com folhas e impressão de documentos, além de possibilidade de revisar ou auditar processos com inteligência artificial.

DOWNLOAD – Mais uma novidade do Descomplica Detran é que, desde a última sexta-feira (12), os usuários que buscam o Detran para alguns processos podem fazer o download dos documentos em sua residência, não tendo mais a necessidade de retornar à unidade de atendimento para buscá-los. Esse processo envolve o Certificado de Registro do Veículo (CRV-e), o Certificado de Registro de Licenciamento Veicular (CRLV-e) ou a Autorização de Estampagem, como primeiro emplacamento; aquisição de veículos; troca de município; registro de outro estado; e alteração de dados/características.

Basta aguardar três dias após o pagamento da guia de recolhimento, fazer o download e imprimir o documento direto pelo portal do Detran.

(AEN)