Curitiba – Quatro jogadores do Cascavel CR falsificaram exames de covid-19 para tentar jogar contra o Athletico, na Arena da Baixada, nessa quinta-feira (22). A denúncia partiu da FPF (Federação Paranaense de Futebol), que fiscaliza o cumprimento do protocolo para evitar a propagação do coronavírus nas partidas.

Os quatro foram barrados e não puderam enfrentar o Athletico. O caso dos quatro jogadores será analisado pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) do Paraná.

O CCR ainda não se pronunciou.

Em nota, a FPF informou que “cumpre deixar claro que o afastamento dos atletas (Enzzo Fabrizio Jovinski Stresser, Luiz Felipe Castro Neto, Matheus Gabriel de Oliveira Moraes e Wagner Afonso Bello de Lima) do Cascavel CR se deu em razão de tentativa de falsificação de exames RT-PCR para a detecção da covid-19, apresentados para a referida partida”.

“Frise-se que, após a devida conferência dos exames, foram constatados indícios de falsificação, e a fim de averiguar a suspeita, a FPF entrou em contato com o Laboratório responsável, que por sua vez confirmou que referidos atletas não realizaram os testes nas datas em questão”.

E conclui: “A entidade repudia toda e qualquer tentativa de fraude e violação ao Protocolo de Jogo da FPF/COVID-19, informando desde logo que os fatos serão reportados ao Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD/PR), para consequente apuração, oportunização do contraditório e ampla defesa, e, se for o caso, aplicação das penalidades cabíveis”.