Defesa de Dilma vai dispensar testemunha lotada no gabinete de Gleisi e mudar status de outra

BRASÍLIA – A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff decidiu se antecipar a argumentações da acusação e vai dispensar a ex-secretária de Orçamento Federal Esther Dweck de prestar depoimento. A manutenção dela como testemunha de defesa foi contestada depois que o O GLOBO revelou sua nomeação no gabinete da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

brde1

? Acho desnecessário expor uma funcionária da SOF. Ela não é fundamental para a defesa como o Júlio Marcelo era para a acusação – disse José Eduardo Cardozo, advogado de Dilma.

Também para evitar polêmicas, a defesa vai pedir também que o professor da UFRJ Ricardo Lodi Ribeiro seja ouvido como informante e não mais como testemunha. Lodi tem uma procuração para defender Dilma em processo no TCU.

Unimed

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação