Cascavel – O título de um campeonato pode até ser decidido em uma partida, mas um time campeão é formado no dia a dia, desde a escolha de seus integrantes. Normalmente, no mundo da bola, se fala que é comum “errar” de 30% a 40% das contratações. Logo, quando se encontra um time que encaixa todas as peças, é algo a ser celebrado.

Pode-se dizer que o atual elenco do Cascavel Futsal vestiu a camisa e comprou a ideia de ser um time vencedor. A força tática, a variação das peças e a mentalidade vencedora fizeram com que o time buscasse a virada sobre o Campo Mourão e conquistasse seu sétimo título estadual, independente das denominações que tenha utilizado ao longo do período.
Nas entrevistas pós-conquista, todos fizeram questão de ressaltar o momento especial e o espírito de grupo.

“É um sentimento extraordinário. Ganhamos no ano passado, mas a conquista deste ano é especial por ter a torcida perto da gente o tempo todo. O que mais prezo no ser humano é acreditar sempre, não só no futebol como na vida. Nosso time tem essa maturidade e não iria desistir nunca, independente do campeonato. Fomos premiados pelo trabalho”, comentou o técnico Cassiano Klein.

A celebração foi curta. O time tem pouco tempo para treinar, viajar e descansar para a primeira partida da final da Liga Futsal, já a partir deste domingo.

 

Sem “espaço” para a Seleção

A boa campanha na Liga Futsal e do título estadual fez com que os jogadores do Cascavel Futsal ficassem de fora da lista anunciada pelo técnico da Seleção Brasileira Marquinhos Xavier. A seleção estará reunida a partir do próximo domingo até o dia 20 para um período de treinos na cidade de Sorocaba.

Jogadores de Cascavel e Magnus Futsal, clubes finalistas da Liga Nacional, foram desconsiderados para não desfalcarem os times nas decisões, marcadas para os dias 12 e 19 dezembro. No último mês de novembro, o Brasil foi para a Data-FIFA no Marrocos apenas com atletas do futsal europeu. Especula-se que Carlão e Roni ainda podem ser convocados.
A lista anunciada tem os goleiros Willian (JEC) e Françoar (Minas); os fixos Marlon (Palma), Léo Santana (El Pozo) e Allan (Atlântico); os alas Valério (El Pozo), Marcênio (Barcelona), Matheus (Barcelona), Dyego (Barcelona), Pito (Barcelona) e Arthur (Benfica); e, os pivôs Ferrão (Barcelona), Rocha (ACBF), Rafael Santos (El Pozo).

 

Um dia após final, técnico troca de clube

Cascavel – Após perder a decisão do Campeonato Paranaense para o Cascavel Futsal, o técnico Sergio Lacerda anunciou a sua saída do Campo Mourão e o retorno para o Pato Futsal. Em 2006, Lacerda levou o Pato Futsal ao título do Campeonato Paranaense Chave Ouro.

Sérgio Lacerda retornou em 2017 e logo conquistou mais um título da Série Ouro. Já em 2018, o treinador foi um dos responsáveis pelas conquistas do Pato Futsal na Taça Brasil de Clubes, na Liga Sul e na Liga Nacional de Futsal. O Pato foi o primeiro clube paranaense a ter conquistado a LNF. O bicampeonato veio em 2019, também sob o comando de Lacerda, após vitória sobre o Magnus na decisão, fora de casa, por 6 a 0.

 

+++ Leia mais: +++

Sulamericano de Kickboxing movimenta a cidade

Cascavel – Oficialmente aberto ontem, o Campeonato Sulamericano de Kickboxing está reunindo atletas de 12 países em Cascavel que estarão disputando os títulos de diversas categorias até o próximo domingo.
Durante a cerimônia de abertura, o prefeito Leonaldo Paranhos anunciou que a modalidade será implementada nas escolas em tempo integral do município. Para isso, ele assinou o chamamento público que vai permitir a contratação de profissionais já a partir do próximo ano.

 

Taça Mauro Maiorki tem finais no sábado

Toledo – A Secretaria de Esportes e Lazer confirmou os horários e o local das finais da Taça Mauro Maiorki de Futebol Sete. Os jogos decisivos das Categorias Livre, Feminino e Vererano acontecem no Campo da Associação de Moradores do Jardim Panorama neste sábado (11), a partir das 16h30. O público estimado é de aproximadamente 4 mil pessoas.

O primeiro jogo coloca frente a frente as equipes AABB Toledo-Amarelo e Aliança, às 16h30. A partida vai apontar a melhor equipe feminina da competição. Na sequência é a vez da decisão da Categoria Veterano. Às 17h30, Vertys Solar/Omega Sat e Móveis Limberger se enfrentam. As duas categorias têm como premiação uma moto zero quilômetro.

O momento mais esperado será o embate entre Náutico Esporte Clube e Esporte Clube Mecânica Ribeiro, às 18h30. Após eliminarem 86 times durante a competição, iniciada em agosto, os dois elencos duelam para ver quem sobe ao degrau mais alto do pódio e garante um carro zero quilômetro.

 

Timão crava tríplice coroa no feminino

S.Paulo – Foi com gol no fim e com recorde de público em jogos entre clubes no futebol feminino brasileiro. Na Neo Química Arena com 30.077 pessoas, o Corinthians conquistou o tri estadual e fechou o ano com a tríplice coroa: Brasileiro, Libertadores e Campeonato Paulista. Gabi Zanotti marcou duas vezes no primeiro tempo. No último lance da etapa inicial, o São Paulo diminiu com Naná, que aproveitou erro da goleira Natascha na saída de bola. O resultado levava a decisão para os pênaltis. Mas aos 45 minutos do segundo tempo, em um contra-ataque bem armado Adriana fez o gol do título.

 

Brasileirão fecha com 21 trocas de técnicos

Rio – No primeiro ano da regra que limita demissões de técnicos no Brasileirão, a imposição parece ter dado resultado. Desde o início do campeonato, foram realizadas 21 trocas no comando dos times da Série A, o segundo menor número desde 2003. A menor marca continua sendo da edição de 2012, que teve 20 mudanças de técnicos. Devido ao limite, foi a primeira vez na história que nenhum time mudou três ou mais vezes de treinador. Outro dado relevante é que cinco times estão com os mesmos treinadores que começaram o campeonato. São eles: Atlético-MG (Cuca), Bragantino (Maurício Barbieri), Corinthians (Sylvinho), Fortaleza (Vojvoda) e Palmeiras (Abel Ferreira). A máxima de que em time que está ganhando não se mexe, vale para estas equipes. Os cinco times estão entre os seis primeiros colocados no Campeonato Brasileiro. Ou seja, apenas o Flamengo, do atual G6, teve mudança no cargo de treinador durante a competição.