Um curso especial sobre e para as crianças será realizado na próxima semana em Toledo. Ele será ministrado pela instrutora de tethahealing Tânia Rainha, que vai falar sobre as crianças arco-íris, nascidas a partir do ano 2000. Será de 17 a 20 de julho, no Kahena Espaço Natural.

O curso trata das crianças muito amorosas, inteligentes, intuitivas e dispostas a ajudar outras pessoas, sem deixar se interferir, sem sentir as dores do mundo, ao contrário do que ocorria com as crianças índigo, da geração anterior. As crianças arco-íris conseguem fazer as mudanças necessárias com leveza, com graça, levando a cura para o ser humano, explica a instrutora.

O treinamento é o primeiro aberto para crianças e está entre as dinâmicas do thetahealing, técnica que trabalha com as ondas theta, que estimula uma meditação profunda para conectar-se com o criador e busca a cura de doenças.

A instrutora está em Toledo desde 6 de julho para uma jornada de treinamento, que inclui ainda cursos de DNA Avançado, Anatomia Intuitiva e Aprofundando no Digging, para os já iniciados na técnica.

Crianças

Índigo são as crianças nascidas a partir de 1960, que precederam as arco-íris, as quais também vieram para trazer mudanças, porém elas tomam as dores do mundo e por isso não conseguem utilizar todo o seu potencial de transformação. As arco-íris trabalham com habilidade a matéria, em seu sentido mais amplo, sem acarretar sofrimento para si e para os outros. Elas têm intuição e sensibilidade para ajudar o próximo sem esperar nada em troca. Nelas, não está presente o egoísmo, o querer tirar vantagens do outro, que é o que mantém o planeta numa energia negativa. A denominação criança arco-íris é uma referência à luz que ela traz ao planeta.

Criança interior

O curso Criança Arco-Íris foi projetado para atender crianças que são consideradas hiperativas pela sociedade e que não conseguem direcionar a energia para o foco certo. No curso, elas fazem exercícios lúdicos nos quais aprendem a respeitar e a conversar com as plantas, os animais, a água, os rios, os mares, os anjos.

Energia das crianças

As crianças vieram com uma energia extra para ajudar o mundo a ser melhor. “A energia que elas têm dentro de si tem um propósito, só que a criança ainda não sabe como expressar. É preciso buscar o equilíbrio entre o corpo e a mente, por isso a importância de oferecer atividades que lhes sejam prazerosas. Assim, liberam endorfinas e dopaminas, os chamados neurotransmissores, que vão acalmando o cérebro”.

Tânia Rainha explica que hoje as crianças ficam muito tempo dentro de casa, jogando videogame, passando de um curso para outro, de atividades que exigem muito a mente, diferente das atividades que exercitam o corpo e que proporcionam a sensação de prazer e bem-estar.

A atividade física imposta pelos pais pode se transformar em negativa para a criança na medida em que ela se sente forçada a praticar sem ser algo que de fato goste. “A atividade física é importante, mas se a criança não estiver fazendo de livre e espontânea vontade, apenas por imposição dos pais, isso pode revoltar a criança, trazendo efeitos negativos”, alerta.

Tânia recomenda atenção dos pais com relação ao uso da internet e dos jogos de videogame pelas crianças. Segundo ela, é preciso cuidado e moderação: “A internet tem muitos fatores positivos, com acesso rápido a informações e conexões com as pessoas de diferentes partes do mundo. Assim como traz coisas boas, traz outras ruins, o que exige dos pais a busca do equilíbrio, da medida certa”.

Com relação aos videogames, ela alerta para o perigo dos jogos violentos, que induzam brigas, crimes ou guerras e a utilização da frequência cerebral theta nessas situações em que a absorção das informações é muito rápida e eficaz. O risco é absorver as informações negativas e transformá-las em realidade. Ao conversar, as pessoas utilizam a frequência cerebral beta, ao relaxar, alfa e, ao jogar, tetha. Essa frequência permite um aprendizado rápido e eficaz, podendo criar uma realidade negativa, a partir das informações violentas repassadas nos jogos, comenta ela.

O curso

Tânia Rainha explica que cada um de nós tem uma criança dentro de si que pode estar ferida ou machucada emocionalmente. “Ao trabalhar a criança dentro de cada um é como se houvesse uma transformação para a criança arco-íris, que é amorosa, inteligente, intuitiva, que traz mais luz para o planeta”, ressalta.

A metodologia já era trabalhada no Tethahealing com terapeutas e a partir de agora está sendo aberta para a participação de crianças com mais de sete anos de idade. O tethahealing está presente em mais de 40 países, sendo que no Brasil começou há cinco anos e teve uma expansão bastante grande nos últimos dois anos.

O curso será na próxima semana, de 17 a 20 de julho. Interessados em participar do curso Criança Arco-Íris podem se inscrever na Kahena Espaço Natural, que fica em Toledo. Mais informações pelos telefones (45) 3252-6113 e 99912-2083.