CP dos Bolos: Sessão que analisa cassação de prefeita é remarcada

Marlene é acusada de ter comprado quase 6,5 toneladas de bolo nos anos de 2017 e 2018, além de milhares de salgadinhos.

Reportagem: Juliet Manfrin

Quedas do Iguaçu – Foi remarcada para a próxima segunda-feira (14), às 9h, no plenário da Câmara de Vereadores de Quedas do Iguaçu, a sessão que analisa o processo de cassação da prefeita Marlene Revers no caso que ficou conhecido como a CP (Comissão Processante) dos Bolos.

Marlene é acusada de ter comprado quase 6,5 toneladas de bolo nos anos de 2017 e 2018, além de milhares de salgadinhos. Na CP, o relator apresentou seu voto pela cassação sob argumento de prejuízos ao erário com superfaturamento das compras.

A sessão para julgamento foi realizada na última quinta-feira (3), mas foi suspensa depois que uma vereadora desmaiou no plenário.

Como todos os vereadores já se manifestaram em plenário sobre o assunto, na sessão de segunda-feira deverá haver apenas a votação do relatório. Para que a prefeita seja cassada é preciso dois terços dos votos.

Até ontem a prefeita não havia sido localizada na cidade para ser notificada sobre a nova data da reunião. O Jornal O Paraná tentou localizá-la na Prefeitura de Quedas do Iguaçu, mas a reportagem foi informada que a prefeita está em viagem a Curitiba e que só retorna nesta sexta-feira.

 



Fale com a Redação

3 × um =